https://autosolucoes.pt/

Paulo Cunha destacou a importância da sustentabilidade na construção da Smart Citie

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, participou esta quarta-feira nas comemorações do 5.º aniversário da Aliança ODS Portugal, que decorreu online.

Paulo Cunha participou na Mesa Redonda “Smart Cities” com a moderação de Gualter Crisóstomo, da Corporate Governance Manager do CEiiA e Embaixador da Aliança ODS Portugal, e com a participação de Carlos Bernardes, Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras; José Agostinho Marques, Vereador da Câmara Municipal da Amadora e Luís Encarnação, Presidente da Câmara Municipal de Lagoa.

O autarca famalicense aproveitou a sua intervenção para abordar a agenda da sustentabilidade e a forma como este tema está presente nas políticas municipais. O responsável por “um dos municípios mais tecnológicos do país, com uma indústria muito forte” – como descreveu o moderador – explicou como se conjuga tecnologia com sustentabilidade e industrialização com proteção do ambiente.

Paulo Cunha destacou ainda “o papel dos municípios na implementação e divulgação dos ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – na comunidade, nomeadamente na criação de compromisso e envolvimento dos cidadãos”.

Em plena “Década de Ação”, a Global Compact Network Portugal, em parceria com a Associação Portuguesa de Ética Empresarial, dedicou este 5.º Aniversário da Aliança ODS Portugal à necessária transformação para alcançar os ODS com o tema geral “Agenda 2030: Construir o Futuro, Agir com Impacto”.

Refira-se que o município de Vila Nova de Famalicão aderiu há cerca de um ano à Aliança para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em Portugal, uma rede criada em 2016 pela Global Compact Network com o objetivo de criar parcerias para a implementação em Portugal dos dezassete ODS aprovados em setembro de 2015 pela Assembleia Geral das Nações Unidas.

Na carta de compromisso assinada pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha assumiu a vontade da autarquia famalicense em continuar a trabalhar ativamente para a “realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, em cooperação com as nossas partes interessadas, com as entidades do sistema das Nações Unidas em Portugal e com a comunidade internacional, de acordo com as nossas opções estratégicas, possibilidades e prioridades operacionais”.

Leia também...