Select Page

Parque da Ribeira do Matadouro nas “bocas” do Mundo


Localizado no centro da cidade, o Parque da Ribeira do Matadouro, “espaço verde de excelência”, tem uma extensão de hectare e meio e faz hoje parte integrante da estrutura ecológica do município de Santo Tirso. O objetivo da Câmara Municipal foi criar um espaço verde, direcionado para a interpretação da natureza, aberto à população e “estimulando formas ativas” e “passivas” de recreio.

“É sempre uma grande satisfação ver um projeto municipal reconhecido a nível internacional. É um espaço que pode ser usufruído não só pela população do concelho, mas também por quem visite Santo Tirso”, afirmou o presidente da Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, “orgulhoso” com esta distinção.
Foram as singularidades deste espaço verde que a World Landscape Architeture realçou no artigo, dedicado ao Parque da Ribeira do Matadouro. Na apreciação, a publicação sublinha que o projeto “integra elementos naturais e artificiais que promovam estilos de vida urbanos de qualidade”.
Na reportagem da revista pode ler-se que “o objetivo geral foi o de estimular a população para a importância ambiental. Essa conquista deve-se a várias estratégias”. O artigo faz ainda referência à utilização dos materiais e equipamentos que compõe o parque: percursos interpretativos, uma ciclovia, preservação da vegetação arbórea existente e articulação deste espaço com o Museu Internacional de Escultura Contemporânea.
Os objetivos do parque organizam-se nas componentes ecológicas, sociais e económicas, sendo que as estruturas interpretativas, de carácter escultórico, em fibra de vidro, integram o mobiliário e equipamento urbano. De modo a minimizar a manutenção do parque, foram também escolhidos materiais resistentes ao vandalismo e espécies vegetais adaptadas às condições climatéricas.

Segunda fase avança no próximo ano

É já em 2015 que inicia a segunda fase de intervenção no Parque da Ribeira do Matadouro, prevendo-se a expansão das zonas verdes em “cerca de um hectare e meio” e a requalificação do edifício existente no local, através da criação de um Centro de Juventude e várias iniciativas lúdicas e culturais para animar o espaço.
O espaço de lazer resultou do projeto “Slow Fast Landscape”, executado pela equipa “arq. arquitetos” para o concurso internacional Europan 9, e surgiu da requalificação paisagística da Quinta do Tapado, uma unidade agrícola encaixada no vale da ribeira do Matadouro.
Saiba que o Parque da Ribeira do Matadouro constitui uma “importante cintura verde”, voltada para a interpretação da natureza e aberta à população, juntamente com os terrenos pertencentes ao Mosteiro de São Bento e do Vale do Rio Ave.

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização