O melhor do Artesanato e da Gastronomia nacional mostra-se em Famalicão

Do Norte ao Sul do país, a Feira de Artesanato e Gastronomia de Vila Nova de Famalicão percorre as tradições e os sabores mais genuínos de cada região, proporcionando aos seus visitantes uma autêntica viagem pelo território nacional. O evento arranca no próximo dia 2 e decorre até 11 de setembro.

Manuela Marques, oriunda de São Pedro de Corval, em Reguengos de Monsaraz, no Alentejo, é o exemplo de uma artesã que todos os anos faz centenas de quilómetros para participar no evento, levando até Famalicão a mais conceituada olaria e barro da Península Ibérica.

“Já participo nesta feira há cerca de 15 anos e gosto muito de estar em Famalicão, não só porque dou a conhecer a minha arte e os meus produtos, mas também porque é um evento muito animado, com grandes espetáculos, que atraem muitos visitantes e também pela excelente organização”.

Para esta artesã alentejana, “a decisão de tornar as entradas na feira gratuitas foi muito positiva e trouxe benefícios aos expositores”. “É uma feira muito visitada, muito participada e muito animada onde gosto muito de estar”.

Mas há mais, dos tapetes de Arraiolos aos bordados de Viana, do vidro soprado da Marinha Grande a tantos outros. É todo um país que se mostra em Famalicão através da arte de bem-fazer com as mãos. O artesanato local estará naturalmente em destaque, com os artesãos famalicenses a ombrearem com os artesãos nacionais na conquista da atenção dos muitos milhares de pessoas que são esperadas no evento.

No total, são esperados mais de uma centena de artesãos de várias regiões do país, que vão elaborando as suas peças nas mais diversas artes. A estes juntam-se seis tasquinhas regionais para retemperar forças e seis restaurantes com os sabores mais genuínos para afagar o estômago e a alma.

A animação popular variada e permanente tem contribuído também para a reputação do evento, que atrai público vindo de todo o país e da Galiza. Os grupos folclóricos, cantares ao desafio e muita música tradicional portuguesa são presença obrigatória. Este ano, destaque para os concertos de Zé Amaro e do quinteto Daniel Pereira Cristo, por entre mais de duas dezenas de espetáculos musicais, muitos deles proporcionados por artistas e grupos famalicenses. Porque a Feira de Artesanato e Gastronomia de Vila Nova de Famalicão também é isso: um grande palco para os artistas e grupos da terra darem a conhecer o seu trabalho ao público.

Enfim, são dez dias repletos de festa e animação, onde se recordam, valorizam e apreciam tradições e sabores ancestrais.

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem