Select Page

O histórico de Braga e Vitória nas competições europeias

Sporting Clube de Braga e Vitória Sport Clube são dois dos quatro representantes portugueses na Liga Europa 2019/20. O emblema da “Cidade dos Arcebispos” partilha o grupo com os turcos do Besiktas, os ingleses do Wolves e os eslovacos do Slovan Bratislava ao passo que os “Conquistadores” defrontam os ingleses do Arsenal, os alemães do Eintracht Frankfurt e os belgas do Standard Liège. Na temporada passada, nenhum dos dois emblemas tinha marcado presença na fase de grupos da competição.

Sporting Clube de Braga

Detentor de uma edição da extinta Taça Intertoto, conquistada em 2008, o Sporting Clube de Braga vai marcar presença na Taça UEFA/Liga Europa pela 18ª ocasião na história. Os “Guerreiros” contam também com três presenças na Taça das Taças – primeira competição continental disputada pelos bracarenses – e duas na Liga dos Campeões. Nas últimas cinco épocas, o Braga só falhou o acesso à fase de grupos por uma vez, precisamente no último ano, ao cair no play-off às mãos do Zorya Luhansk, quando quase todas as apostas colocavam o favoritismo ao acesso do lado português. 

O maior êxito da equipa bracarense em provas europeias aconteceu na época 2010/11. A formação nortenha até iniciou a época na fase de grupos da Liga dos Campeões, mas acabou por cair para os 16 avos de final da Liga Europa, iniciando uma caminhada que só terminaria na final de Dublin com derrota às mãos do Porto. Antes do compromisso com a formação “azul e branca”, o Braga deixou pelo caminho os polacos do Lech Poznan, o Liverpool, o Dínamo Kiev e, nas meias-finais, o Benfica. 

A maior goleada bracarense nas provas europeias aconteceu em setembro de 1978, frente ao Hibernians, com goleada por 5 a 0. Os maiores desaires aconteceram em Londres às mãos de Arsenal e Tottenham, ambos por seis golos sem resposta.

Alan, atual dirigente do clube, continua a ser o jogador com mais presença nas provas da UEFA, com um total de 63. 

Vitória Sport Clube

Os “Conquistadores” participam na Taça UEFA/Liga Europa pela 17ª vez e contam ainda com uma experiência na Taça das Taças e outra na Liga dos Campeões, ainda que não tenham conseguido ir além da terceira pré-eliminatória da competição de clubes mais importante de todo o continente. Após uma temporada de interregno, os vimaranenses estão de regresso à fase de grupos da Liga Europa. 

O maior êxito dos “Conquistadores” em provas europeias ocorreu na época 1986/87, aquando da chegada aos quartos de final da extinta Taça UEFA, atual Liga Europa. Na época, o formato da prova era diferente, contemplando sucessivas eliminatórias. O Vitória cairia nos quartos de final frente aos alemães do Borussia Monchengladbach.

De resto, o Vitória de Ivo Vieira já fez história na atual edição da Liga Europa ao golear o Ventspils na fase preliminar. O triunfo por seis bolas a zero frente à equipa da Letónia tornou-se no triunfo mais expressivos de sempre dos “Conquistadores” em contexto continental. Já o maior desaire, à semelhança do que aconteceu com o Braga, deu-se às mãos de um rival inglês, no caso, o Aston Villa (5-0). O jogador vimaranense com mais jogos na UEFA, 20, é N’dinga Mbote. 

Veremos de que forma se comportam os dois conjuntos minhotos na atual edição da Liga Europa, sendo certo que ambos têm missões difíceis pelo caminho, sobretudo o Vitória. 

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização