Select Page

“Não é fácil viver da arte, é preciso gostar muito”

“Não é fácil viver da arte, é preciso gostar muito”

Para Rita Almeida e Sérgio Costa, atuais campeões Nacionais de Standard e 10 Danças em Profissionais, todos os dias são dedicados à dança. Mas, a celebração do Dia Mundial da Dança, a 29 de abril, “é muito positiva” para a sociedade, por ser “mais uma forma de lembrar esta arte, poder promover mais a dança e, a cada ano que passa, tirar o preconceito no que se refere à dança para os rapazes”.

Pode-se dizer que o bichinho da dança de salão foi passado pelos pais de Rita Almeida e Sérgio Costa, naturais e residentes em Vila Nova de Famalicão, que “frequentavam” aulas desta modalidade e os levavam com eles. Sérgio tinha 11 e Rita oito anos, quando começaram a praticar dança de salão numa escola famalicense, que “hoje em dia já não existe”. Para Rita, licenciada em marketing e professora de dança, foi “amor à primeira vista”, enquanto para Sérgio, professor de dança e gerente de um stand de automóveis, a dança foi algo que “sempre o fascinou mais” do que futebol.

Leia a notícia completa na edição papel nº131 do Jornal do Ave.

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização