Select Page

Museu Bernardino Machado e o surgimento dos partidos

Museu Bernardino Machado e o surgimento dos partidos

O tema “Os partidos perante as grandes questões da I República” dá o mote para a programação anual do Museu Bernardino Machado, em Vila Nova de Famalicão, de onde se destaca a organização do ciclo de conferência, dos Encontros de Outono e de três exposições documentais.

O ciclo de conferências começa a 27 de janeiro, pelas 21.30 horas, e terá como conferencista convidado o constitucionalista e cultor da filosofia do direito e da política Ferreira da Cunha, professor catedrático de Direito da Faculdade de Direito da Universidade do Porto (desde 2001) e Diretor do Instituto Jurídico Interdisciplinar (desde 2002). O tema é “Os deputados Republicanos e a Lei Fundamental de 1911: convergências e divergências”.

Quanto à escolha da temática para os vários eventos programados para 2017, o coordenador científico de Museu, Norberto Cunha, explicou que a primeira razão tem a ver com o patrono do Museu, que “demonstrou sempre ao longo da sua vida uma grande preocupação com os partidos políticos, desde logo, pela sua génese, pela sua dimensão e pela sua convergência”. De acordo com o responsável, a segunda razão tem a ver com a atualidade do tema e a forma como os cidadãos lidam hoje em dia com os partidos políticos. “Há atualmente uma pressão e exigência enormes dos cidadãos para com os partidos políticos, o que até é saudável do ponto de vista da democracia, mas há também falta de conhecimento e de informação sobre a forma como os partidos surgiram e como se desenvolveram”, afirmou.
O coordenador científico, que é atualmente professor catedrático aposentado da Universidade do Minho, mencionou ainda que “enquanto o ciclo de conferências se centra na relação dos partidos com as grandes questões da I República, como por exemplo, a questão religiosa, a educação, a questão colonial, a operária, entre muitas outras, os Encontros de Outono irão incidir sobre os próprios partidos e a sua constituição, nomeadamente o Partido Republicano Português, Evolucionista, Unionista, entre muitos outros”. Por sua vez, as exposições darão uma perspetiva histórica nacional e internacional sobre a questão dos partidos políticos, sendo ainda divulgadas exposições sobre a realidade local de Vila Nova de Famalicão.
O presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, elogiou a escolha desta temática no âmbito das atividades anuais do Museu, referindo que “o resultado destas atividades enriquecerá ainda mais o Museu, contribuindo para a sua afirmação nacional como um centro de investigação histórica de referência”.

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização