Auto Soluções

Morreu o papa emérito Bento XVI, aos 95 anos

“Com pesar informo que o Papa emérito Bento XVI faleceu hoje às 9h34, no Mosteiro Mater Ecclesiae, no Vaticano. Assim que possível, serão enviadas novas informações”, pode ler-se na página da Santa Sé, numa nota assinada por Matteo Bruni, diretor da Sala de Imprensa.

Joseph Ratzinger nasceu em 1927 e foi Papa entre 2005 e 2013, quando abdicou e passou a ser emérito da diocese de Roma.

Joseph Ratzinger residia no mosteiro do Vaticano Mater Ecclesiae desde que renunciou ao papado, a 28 de fevereiro de 2013. Depois de anunciar a sua inesperada decisão, Ratzinger assegurou que não iria interferir na vida da Igreja, mas que apenas se dedicaria a rezar e a estudar.

Na altura com 85 anos, Bento XVI foi o primeiro Papa em quase 600 anos a renunciar ao cargo. No anúncio explicou que não se sentia em condições para responder aos desafios de um mundo em rápida mudança, devido a questões de saúde, numa decisão histórica mal compreendida por muitos prelados.

No início de agosto de 2020, o biógrafo de Bento XVI, Peter Seewald, referiu que o Papa emérito estava gravemente doente com uma infeção por herpes zoster no rosto, num estado extremamente delicado, embora se tenha mostrado otimista da recuperação, que de facto se veio a verificar.

Seewald explicou na altura que Bento XVI ainda raciocinava e mantinha a memória, embora a voz fosse praticamente impercetível. Contudo, o Papa emérito ainda tinha esperança de recuperar as forças, para poder escrever algumas linhas novamente.

A doença do Papa agravou-se após visitar o seu irmão em Ratisbona, entre 18 a 22 de junho, depois de voar do Vaticano para Munique acompanhado do seu secretário pessoal, de um médico, uma enfermeira, uma outra pessoa também cuidadora e o vice-comandante do Corpo da Guarda do Estado da Cidade do Vaticano. O irmão do Papa emérito, que estava gravemente doente, morreu a 1 de julho de 2020, aos 96 anos.

Leia também...