MIEC inaugura a exposição sobre filme de JOAQUIM PAVÃO

O Museu Internacional de Escultura Contemporânea (MIEC) inaugura esta sexta-feira, pelas 21h30, a exposição “Projeto Sculp Sonhos”, sobre o filme “Sculp” do realizador Joaquim Pavão. Esta será a primeira oportunidade para o grande público ver o filme rodado em Santo Tirso.

Sculp é uma obra cinematográfica de Joaquim Pavão criada em torno das esculturas do acervo do Museu Internacional de Escultura, a partir da qual é construída uma narrativa distópica onde, num contexto de luta pela sobrevivência humana no planeta Terra, o livre arbítrio da maioria dos seres humanos é substituído pela “vontade correta” instituída por um pequeno grupo e comunicada a cada indivíduo por uma voz gerada num sistema algorítmico.

Joaquim Pavão descreve a obra como “uma visão de um possível futuro”, “um mote para a interrogação”, “de caráter artístico mas também de ficção científica”. Toda a componente musical de Sculp ficou a cargo de Óscar Flecha, um dos mentores do Festival Internacional de Guitarra de Santo Tirso.

A primeira versão do filme, que deverá chegar às salas de cinema em fevereiro de 2021, poderá ser vista a partir de sexta-feira, e até dia 1 de março, na sede do Museu Internacional de Escultura Contemporânea. As sessões decorrem de terça a sexta-feira às 10h00, 14h00 e 16h00, sábado e domingo às 15h00 e 17h00. A exposição inclui ainda todos os figurinos utilizados, bem como uma seleção de “artboard” do filme.

Joaquim Pavão foi, recentemente, galardoado em Nova Iorque. “Antes que a noite venha – Falas de Antígona”, que o realizador criou durante o “Creative Film Workshops”, do Festival Internacional de Cinema AVANCA, alcançou quatro distinções no “Red Carpet Film Awards”.

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização