quant
Fique ligado

V.N. de Famalicão

Mais e Melhores Anos para cidadãos portadores de deficiência

Encontram-se atualmente a beneficiar desta política municipal 218 cidadãos oriundos de instituições, escolas e da comunidade

Publicado

em

Publicidade

Mais de 200 cidadãos famalicenses portadores de deficiência estão a usufruir do programa ‘Mais e Melhores Anos’ no âmbito do Desporto Adaptado. Só no último ano letivo, 2021/2022, a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão investiu perto de 350 mil euros nesta vertente do programa, investimento este que se vai manter em 2022/2023.

Promovido desde 2012 pelo Pelouro do Desporto da autarquia, encontram-se atualmente a beneficiar desta política municipal 218 cidadãos oriundos de instituições, escolas e da comunidade, sendo que 201 são portadores de deficiência a nível intelectual e 17 a nível motor.

De referir que, depois de três anos de paragem devido à pandemia, os campeonatos municipais de desporto adaptado regressaram no passado dia 23 de fevereiro, com um Torneio de Boccia no Complexo Desportivo de Vale São Cosme. Para além desta prova desportiva, no 1.º semestre deste ano está prevista a realização de mais seis iniciativas municipais ligadas ao boccia, futebol, natação, badminton e ténis, e seis de âmbito nacional, que incluem provas ligadas ao goalball e showdown, assim como boccia erasmus e boccia desporto escolar.

Paralelamente a estas iniciativas são lecionadas semanalmente, no âmbito do ‘Mais e Melhores Anos’, mais de 90 aulas em áreas como adaptação ao meio aquático, natação, atletismo, badminton, boccia e ténis, bem como diversas atividades complementares desportivas e socioculturais, que servem para solidificar o processo de ensino-aprendizagem, orientadas por técnicos municipais com formação específica na área da educação física e desporto, juntamente com dois atletas com deficiência.

“Queremos que estes cidadãos se sintam incluídos e envolvidos na sociedade, e isso apenas é possível através de programas como o Mais e Melhores Anos, que já é uma referência a nível nacional”, afirma o Presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, posição corroborada pelo Vereador do Desporto, Pedro Oliveira, que testemunha que “Famalicão é cada vez mais requisitado para acolher provas nacionais de desporto adaptado”, acrescentando que este interesse deve-se ao facto de a autarquia apostar continuamente em “medidas e programas que permitem o aumento da qualidade de vida dos cidadãos portadores de deficiência e dos índices de aptidão física”.

Recorde-se que o programa municipal ‘Mais e Melhores Anos’, para além do Desporto Adaptado, também abrange o Desporto Sénior e o Desporto de Reabilitação, proporcionando a prática de exercício físico e atividades desportivas de forma regular a dois grupos específicos da população: a pessoa idosa e a pessoa com deficiência. A intervenção é orientada por técnicos especializados, com disciplinas e atividades direcionadas para cada público-alvo, incluindo a realização de análises periódicas à aptidão física e à qualidade de vida dos participantes.

Saiba mais sobre o programa em: www.famalicaodesportivo.pt/_mais_e_melhores_anos

Pode ler também...