Luaty Beirão apadrinha núcleo da Amnistia Internacional

Falou-se de Direitos Humanos em Vila Nova de Famalicão, na tarde de sábado, 15 de janeiro. A apresentação do núcleo famalicense da Amnistia Internacional Portugal contou com a presença do padrinho, o ativista luso-angolano, Luaty Beirão.
Carlos Oliveira é o presidente do núcleo de Famalicão da Amnistia Internacional que na sua apresentação contou ainda com a presença de Paulo Cunha, presidente da autarquia, que considera que “a Amnistia Internacional tem defendido de forma assertiva causas e direitos sociais em temas transversais, intemporais e com abordagem histórica”.
Conhecido pela sua luta em prol da liberdade de expressão, democracia e luta anticorrupção em Angola, Luaty Beirão usou a greve de fome como forma de protesto contra a sua detenção e de outros 13 ativistas, acusados de associação a malfeitores e tentativa de rebelião contra José Eduardo dos Santos. Luaty Beirão está de passagem por Portugal para contar esta história. “A vida em Angola é muito imprevisível para toda a gente. Há muita doença, muita criminalidade. Morre-se por estar vivo”, disse, sublinhando: “Eu gostaria de dizer que nunca mais vou ser preso mas é difícil prever”.

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem