https://emac.autosolucoes.pt/

Loja de Cidadão de Famalicão já realizou mais de 50 mil atendimentos em seis meses

Nos primeiros seis meses de vida da Loja de Cidadão de Vila Nova de Famalicão foram realizados mais de 56 mil atendimentos, numa média diária de 624 utentes. O espaço que agrega o IRN – Instituto dos Registos e Notariado (Registo Civil, Registo Predial, Comercial e Automóvel), a Autoridade Tributária e Aduaneira (Finanças), a Segurança Social, o Espaço de Cidadão e o Balcão Único do Prédio, foi inaugurado no passado dia 26 de julho, depois de várias anos de reivindicação por parte da autarquia e da própria sociedade civil.

A sua abertura veio melhorar significativamente a qualidade do serviço público prestado em Vila Nova de Famalicão, sobretudo dos serviços da competência do Estado, que obrigavam a longos períodos de espera dos cidadãos em condições de grande desconforto, nomeadamente, ao ar livre e sem equipamentos de apoio. O Registo Civil e a Segurança Social eram os casos mais notados.

A concretização do equipamento, numa zona central da cidade famalicense, apenas foi possível através da celebração de um protocolo de colaboração entre a Agência para a Modernização Administrativa (AMA), o Município de Vila Nova de Famalicão, o Instituto dos Registos e Notariado IP, a Autoridade Tributária e Aduaneira e o Instituto da Segurança Social IP, no qual a Câmara Municipal assumiu as despesas afetas à cedência, manutenção e logística do espaço.

“Houve uma melhoria enorme, relativamente ao que existia no passado” destaca o Presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, que faz um balanço “muito positivo” destes seis meses.

Ciente da necessidade de melhorar a eficiência de alguns serviços tutelados pela Administração Central,  o edil realça que insistirá “de forma persistente e determinada, junto das entidades competentes, para que façam chegar mais recursos, nomeadamente, humanos, por forma a colmatar a ausência de pessoal, fator que inibe a eficiência deste serviço”.

Refira-se que os serviços públicos a que os utentes mais recorreram, nestes seis meses de existência da Loja de Cidadão, foram a Segurança Social, as Finanças e o Instituto dos Registos e Notariado, por esta ordem de afluência.

A Loja de Cidadão encontra-se localizada no Centro Comercial D. Sancho I – antiga superfície comercial “Inô” -, localizado na Rua António Carvalho Faria. Apesar da autarquia ter solicitado ao Governo a prestação de um horário de atendimento alargado, o horário homologado acabou por ser nos dias úteis, das 9h00 às 16h30, sendo que a loja encerra aos sábados.

Leia também...