Select Page

João Moreira recandidata-se à ACIST

João Moreira recandidata-se à ACIST

Os associados da Associação Comercial e Industrial de Santo Tirso (ACIST) vão a votos a 28 de abril, entre as 16 e as 21 horas. Há seis anos na presidência da ACIST, João Moreira recandidata-se para o seu quarto mandato, com a duração de dois anos.

“Experiência, dinamismo, solidariedade e a ambição de transformar a ACIST, cada vez mais, numa associação forte”. Este bem que poderia ser o lema da recandidatura de João Moreira à presidência da ACIST, que, pela primeira vez em “dez anos”, tem duas listas a concorrer às eleições. No dia 5 de abril, foram apresentados alguns dos membros que compõem a Lista A, liderada por João Moreira, que decidiu recandidatar-se com o propósito de “concluir” os “vários projetos que não conseguiu terminar neste mandato”. Uma situação que se deveu ao atraso da aprovação do Orçamento de Estado. “Com esta situação do Governo, não vamos concluir os projetos antes de terminarmos o mandato. Pensamos, refletimos e achamos por bem continuar mais um mandato para terminar os projetos”, justificou. Um dos projetos “já aprovado” passa pela implementação de “dois quiosques interativos no concelho de Santo Tirso”, que estão dependentes das “verbas que ainda não estão disponíveis”. Há ainda “outros projetos” que estão a decorrer “em parcerias”, como é o caso “do Instituto de Emprego e Formação Profissional e de empresas”. “O nosso objetivo passa por fazer uma associação mais forte, mais unida e não deixar estes projetos a meio, pois o nosso intuito sempre foi terminar os projetos que começássemos”, mencionou.

O facto de estar há três mandatos na ACIST, faz, segundo João Moreira, com que tenha “a experiência de saber como isto funciona e como trabalham as instituições com quem a ACIST tem ligações”. Contudo, o candidato tem noção de que os associados podem pensar que o facto de “já estar há muitos

anos na ACIST já não tenha a força para fazer algo”. Uma circunstância que desvaloriza, uma vez que a trabalhar consigo tem “uma equipa vasta de pessoas que estão com força para trabalhar em prol da associação”. A lista conta com “duas ou três pessoas” novas que entram para “substituir outras” e também para “ajudar com novas ideias” e a fazer “melhor o que já fazem”.

Independentemente de existirem duas listas, João Moreira afirmou que, “quer ganhe ou perca”, quer “sempre o bem da ACIST, porque moram aqui, querem o concelho melhor, sabem que esta é uma associação importante do município e querem que assim continue”.

Em jeito de balanço do seu mandato à frente da ACIST, João Moreira realçou que, tendo em conta “a crise global, nacional e local”, estes “não são anos fáceis”, mas mesmo assim “não perderam associados, tentaram sempre ajudar com os protocolos que fazem, com parcerias, com outras empresas e mesmo com o IEFP, que é muito importante para a ACIST e para o desenvolvimento do comércio e da indústria”.

Quanto ao número de associados, João Moreira declarou que, nos “últimos meses”, fizeram “uma campanha muito forte para tentar angariar novos”, com o intuito de tornar a “ACIST “mais forte para trabalhar pelo bem comum dos comerciantes e industriais”.

“Existe uma margem grande do concelho que não é associada da ACIST. Ao longo destes anos fomos tentando que não fossem as pessoas a procurarem o que a ACIST oferece, mas o contrário”, terminou.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização