Auto Soluções

Invest Santo Tirso foi apresentar potencialidades de investimento a investidores na diáspora

O potencial empreendedor de Santo Tirso esteve em destaque nos Encontros do Programa Nacional de Apoio ao Investimento da Diáspora, com a apresentação do ecossistema de apoio ao crescimento de negócios. O secretário de Estado das Comunidades agradeceu a presença e ainda aproveitou para conhecer melhor as potencialidades do território.

A Câmara Municipal de Santo Tirso, através do INVEST Santo Tirso, participou nos Encontros do Programa Nacional de Apoio ao Investimento da Diáspora (PNAID), que reuniu empresários e representantes políticos, em Fátima, para debater formas de acelerar o investimento da diáspora em Portugal.

Sob o lema “Investimento da Diáspora, um investimento com marca”, a Câmara Municipal de Santo Tirso participou na última sexta-feira, 16 de dezembro, no painel Ecossistema Empreendedor, dando destaque às oportunidades e condições de investimento no município, assim como ao projeto Fábrica de Santo Thyrso enquanto polo de empreendedorismo, acolhimento e aceleração de projetos e negócios.

O INVEST Santo Tirso – gabinete de apoio ao investidor –  apresentou ainda as valências deste espaço com mais de 42 mil metros quadrados, onde convivem diariamente as indústrias culturais e criativas, a formação profissional e o ensino superior, além da vertente de cultura com o Centro de Arte Alberto Carneiro e a instalação a curto prazo do projeto do Centro de Competências Digitais – CESAE Digital.

A cidade esteve também representada com um stand na exposição, por onde passaram centenas de pessoas, sobretudo emigrantes, que procuraram informação sobre as condições e apoios da Câmara Municipal de Santo Tirso aos novos investimentos. Quem também procurou informações foi o secretário de Estado das Comunidades, Paulo Cafofo, que agradeceu a presença de Santo Tirso, fazendo questão de conhecer melhor as potencialidades do território.

Os Encontros 2022 do Programa Nacional de Apoio ao Investimento da Diáspora juntaram, durante três dias, em Fátima, emigrantes e lusodescendentes que investiram em Portugal, marcando o reencontro presencial da diáspora portuguesa.

Leia também...