Auto Soluções

Garcia Garcia aumenta salário mínimo para 800 euros

A empresa a Garcia Garcia construtora nacional sediada em Santo Tirso, especializada em edifícios residenciais, comerciais, industriais e logísticos, anuncia para este ano a subida do salário mínimo para os 800 euros, acima dos 760 euros fixados pelo Governo para 2023. Paralelamente, todos os salários inferiores a 1.350 euros beneficiarão diretamente de um aumento mínimo de 85 euros, acompanhando assim a evolução registada ao nível do salário mínimo do grupo. O objetivo principal destas medidas é ajudar os colaboradores da empresa a fazer face ao cenário de aumento generalizado de preços e de diminuição do poder de compra.

Com esta atualização, à qual acresce o aumento em julho do subsídio de refeição para 7,5 euros/dia, a empresa procura aumentar rendimentos e apoiar os seus colaboradores. A decisão é motivada pelo atual contexto socioeconómico e consequente aumento do custo de vida.

“Olhamos para 2023 conscientes dos desafios e constrangimentos que a economia enfrentará. Neste ano, que se prevê de algumas dificuldades, uma vez que se perspetiva a manutenção das circunstâncias que têm levado ao aumento do custo de vida, o nosso compromisso é promover o bem-estar dos nossos colaboradores, contribuindo com um ambiente de trabalho estável e melhorando as suas condições. Neste sentido, decidimos fixar o salário mínimo acima do valor de lei, assim como beneficiar diretamente com mais 85 euros mensais todos os trabalhadores com remunerações até 1.350 euros.”, salienta a construtora.

Atualmente com mais de 230 colaboradores e um know-how comprovado, traduzido num vasto portefólio e do qual fazem parte projetos em diferentes áreas e setores, a Garcia Garcia tem sido escolhida ao longo dos últimos anos como parceira de várias empresas, nacionais e multinacionais, que decidem alavancar ou fixar a sua atividade em Portugal.

Leia também...