https://emac.autosolucoes.pt/

Finanças prometem reembolsar IRS em 12 dias. Saiba as datas para entrega do IRS em 2022

O prazo para entrega das declarações começa na próxima sexta-feira, dia 1 de abril, e termina a 30 de junho. Esta quarta-feira é o prazo máximo para contestar caso não concorde com os montantes das deduções decorrentes do IRS.

Ao contrário do que sucedeu no ano passado, a Autoridade Tributária (AT) irá reduzir os prazos de reembolso do IRS em determinados casos.

O prazo designado para a entrega da declaração de IRS começa na próxima sexta-feira, dia 1 de abril, e prolongar-se-á até dia 30 de junho, escreve o Jornal de Notícias.

É possível entregar a sua declaração pela Internet, podendo optar por fazê-lo de forma manual ou automática: automática se já tiver sido pré-preenchida pelo fisco e manual se for o contribuinte a introduzir os dados.  

“A expectativa é retomar o prazo de reembolsos pré-pandemia , ou seja, reembolsar todos os contribuintes num prazo médio de 17 dias (no caso do IRS automático pode ser em cerca de 12 dias e nos restantes casos de 19 dias)”, disse fonte oficial do Ministério das Finanças ao Dinheiro Vivo, confirmando a informação avançada pelo jornal Correio da Manhã (acesso pago), na edição de hoje.

Em 2021, quando foi entregue a declaração referente aos rendimentos de 2020, ano da pandemia, o prazo de reembolso do IRS automático foi de 17 dias e o manual de 32, com a média a ficar nos 27 dias.

Amanhã termina o prazo para reclamar caso não concorde com os montantes das deduções à coleta das despesas comprovadas por fatura apuradas pela AT e que aparecem na página pessoal de cada contribuinte., de acordo com o JN. Em causa estão apenas as faturas relacionadas com despesas gerais familiares ou dedução do IVA.

Fonte Sapo

Leia também...