Select Page

Festival Internacional de Guitarra começa esta sexta-feira (C/ Vídeo)

Entre 13 e 28 de maio, o Município de Santo Tirso volta a ser a capital da Guitarra. Sete concertos, dois workshops e uma masterclass vão marcar a 23.ª edição do Festival Internacional de Guitarra, que faz a estreia em Portugal de alguns dos maiores nomes da interpretação de guitarra do panorama mundial.

Entre eles, Kazuhito Yamashita e a filha Kanahi, com um concerto especialmente pensado para o evento, e também Zoran Dukic, atualmente o guitarrista mais premiado a nível internacional. O Festival é promovido pela Câmara Municipal de Santo Tirso, com direção artística da ARTAVE, e os concertos vão realizar-se nos diferentes espaços do Município, nomeadamente no Auditório Padre António Vieira, na Biblioteca Municipal de Santo Tirso, no Auditório Engenheiro Eurico de Melo e no Centro Cultural Municipal de Vila das Aves.
Na apresentação do evento, que decorreu a 27 de abril, o diretor da Artave, Alexandre Reis, destacou a “diversidade” e o “núcleo muito forte de instrumentistas, criadores e intérpretes” que vão apresentar-se em Santo Tirso, apontando que este Festival Internacional de Guitarra “tem trazido à região e ao país um pouco do que acontece no mundo das artes, sobretudo na guitarra”. “O Festival de Guitarra influenciou Santo Tirso e toda uma geração de jovens. Há 25 anos, o nosso país era muito fechado em si mesmo e vivíamos num grande isolamento do ponto de vista de formação. (…) O que aconteceu em Santo Tirso e no Festival de Guitarra foi o abrir no fundo esta perspetiva de Portugal ter de conhecer o mundo e de estar virado para o mundo, sendo que o mundo da guitarra e das artes é amplo”, adiantou.
Este ano, a iniciativa conta com uma maior diversificação de estilos musicais, com expressões que vão da música popular à música clássica, e com uma maior participação de formações camerísticas. Como solistas, em formações de música de câmara ou em colaboração com a orquestra, os artistas apresentam-
-se num espaço que se revela único, de difusão e de encontro de ideias e de estéticas no multifacetado
universo da guitarra.
Para além dos espetáculos, o Festival mantém a vertente pedagógica. Em destaque estará a realização de uma masterclass de guitarra clássica, lecionada por Xuefei Yang, e de dois workshops, sobre técnicas de percussão na guitarra para o estilo jazz, com Sandro Norton e técnicas de improvisação na guitarra para flamenco, com Grisha Goryachev.
Com um investimento na “ordem dos 50 mil euros”, o presidente da Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, afirmou que os “críticos têm feito uma referência excecional à organização e à qualidade do Festival de Guitarra”, o que lhes dá “uma grande satisfação”. “O Festival está afirmado a nível nacional e a nível internacional e os próprios artistas querem vir ao Festival. Ao longo destes anos, são eles os melhores
embaixadores da qualidade, rigor e da organização do Festival de Guitarra de Santo Tirso”, mencionou.
O edil tirsense referiu que o Festival de Guitarra é “uma das marcas” que o Município quer “potenciar ainda mais e que funcione como um embaixador cultural da programação que o Município tem”.

 

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização