Select Page

Festival Famalicão Visão’25 debateu “Comunidade do Futuro”

Festival Famalicão Visão’25 debateu “Comunidade do Futuro”

Cumpriu-se mais uma edição do Festival Famalicão Visão’25. O programa da chancela da autarquia enquadrado no desenvolvimento do Plano Estratégico do concelho, que convida a população a traçar o futuro do concelho de dois em dois anos, decorreu entre 16 de setembro e 27 de outubro.

“Comunidade de Futuro” foi o tema escolhido para o debate deste ano, que ficou marcado pela realização de “25 ações”, envolvendo “60 instituições” e “20 serviços do município”, fez saber a autarquia, que estima ainda que “mais de dois mil famalicenses” participaram ativamente neste Festival.

A criação de uma paisagem protegida local “Pateiras do Ave”, “Escolas sem Muros” e “Hortas em Rede” foram alguns dos projetos apresentados pelas comissões sociais inter-freguesias. Destacam-se também projetos como o Famalicão Circular, o Programa de Voluntariado para o Parque da Devesa, o International Day e o Startups Showcase entre o Famalicão Made In e a escola Startups da Universidade do Porto.

O sofá amarelo é o ícone deste programa municipal e por estes dias regressou aos Paços do Concelho depois de ter passado por “30 espaços públicos” e recebido o contributo de cerca de mil pessoas que responderam ao desafio “O que gosta mais de Famalicão?”. A resposta mais ouvida foi “Parque da Devesa e Espaços Verdes”.

“(Esta auscultação) é muito importante porque conseguirmos apelar à consciência cívica das pessoas e estimular a cidadania e o sentido de pertença a uma comunidade”, defendeu Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.
Sobre o Festival Famalicão Visão’25, o autarca considerou que se tratou de uma “enorme jornada” pelo futuro da comunidade, com iniciativas “bem-sucedidas” que demonstram que os famalicenses “estão disponíveis e interessados em participar no futuro do concelho”.
Ainda no âmbito do Festival, foram plantadas “cerca de 700 árvores” e em várias atividades os copos e as garrafas de plástico foram substituídas por copos de papel e água da torneira em garrafas de vidro.
C.V.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização