Select Page

Famalicense publica livro sobre os empresários do têxtil do Vale do Ave

Famalicense publica livro sobre os empresários do têxtil do Vale do Ave

“Os Empresários da Indústria Têxtil do Vale do Ave” é o nome do livro que o joanense Joaquim Lima vai apresentar amanhã, pelas 17.30 horas, na sede da AMAVE, em Guimarães.

A obra “procura dar a conhecer a forma como se constituiu e reproduziu (e reproduz ainda) a classe empresarial têxtil no Vale do Ave” e é considerado pelo autor “um contributo para o conhecimento e estudo de uma classe que neste momento vive a mudança do paradigma industrial, após a falência do modelo taylorista/fordista, ao mesmo tempo que renasce um novo saber-fazer têxtil, um novo habitus empresarial”.

Oito anos foi o tempo de investigação de Joaquim Lima, que teve oportunidade de mergulhar no quotidiano de uma classe empresarial e de sentir o pulsar do seu espírito empreendedor, a sua importância socioeconómica no desenvolvimento regional, as suas reformulações, o seu sentido de sobrevivência, os problemas com a sucessão geracional, numa palavra, a reprodução de um saber-fazer e de um capital simbólico responsável pela reconfiguração do tecido económico e do campo empresarial da região”.


“Mais do que um retrato unívoco sobre as disposições, o livro identifica os grandes empresários tradicionais, que conseguiram sobreviver ao vendaval da mudança de paradigma do setor têxtil; os empresários fashion, responsáveis pela reinvenção do negócio têxtil associado ao sistema moda; os empresários private label da subcontratação proativa, das soluções ou serviços de valor acrescentado no produto para o cliente; e ainda os empresários de garagem, que ocupam uma posição de dominados no interior da classe empresarial, fruto de lógicas de subcontratação passivas, esmagadoras de preços e impositivas de tarefas produtivas no interior da empresa, num verdadeiro serviço multifunções”.

“Os Empresários da Indústria Têxtil do Vale do Ave” 

Joaquim Lima, natural de Joane (Vila Nova de Famalicão), é licenciado em Filosofia pela Universidade do Porto (1979) e Mestre em “Filosofia em Portugal e Cultura Portuguesa” pela Universidade do Minho (1995-98). Pós-graduação em “Prospetiva e Planeamento do Desenvolvimento Regional e Local” na Universidade Católica Portuguesa – Braga (2007). Doutor em Sociologia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (2017). É autor de diversas publicações, com destaque para o livro Princípios de Antropologia em Bernardino Machado (2007), com prefácio de Guilherme d’Oliveira Martins. É fundador da Associação Teatro Construção (1977) e da Mais Plural – Cooperativa de Solidariedade Social de Apoio a Crianças, Jovens e Idosos, CRL (2005). Desde 1999, tem sido responsável por inúmeros projetos e iniciativas de desenvolvimento local e regional.

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização