https://www.facebook.com/associacaocomercialindustrialsantotirso/

https://muroplaco.pt/pt

Famalicão vira o resultado e vence Marítimo (vídeo)

O Famalicão venceu hoje o Marítimo, por 2-1, em partida da 7.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, depois de uma reviravolta operada, ainda no primeiro tempo, que pôs fim a uma série que quatro jogos sem vencer.

Depois dos madeirenses se terem colocado em vantagem, logo aos 12 minutos, por intermédio de Joel Tagueu, a formação minhota deu a volta aos acontecimentos com os tentos de Babic, aos 28, e Valenzuela, aos 32.

Com este resultado, a primeira vitória caseira da época, o conjunto famalicense subiu a oitavo lugar da classificação do campeonato, com nove pontos, enquanto o Marítimo, que somou a quarta partida consecutiva sem vencer, é 14.º, com sete.

Os minhotos entraram melhor no desafio, com duas boas oportunidades para inaugurar o marcador, por Iván Jaime e Joaquín Pereyra, ainda antes dos cinco minutos, o Marítimo foi a primeiro a mostrar eficácia, chegando à vantagem logo aos 12 minutos.

Depois de um mau alívio dos nortenhos num canto, a bola sobrou para o maritimista Zainadine, que aproveitou alguma passividade da defensiva contrária e ainda conseguiu cruzar para um desvio de cabeça de Joel Tagueu para o 1-0.

Apesar da madrugadora contrariedade, o Famalicão não desmotivou, e, logo depois, teve num tiro de Valenzuela ao poste e num falhanço de Rúben Lameiras, no frente a frente com o guardião do Marítimo Amir, duas boas oportunidades.

Do outro lado, os insulares não se intimidaram com o maior atrevimento do adversário e, em remates de longe, protagonizados por Pelágio, Correa e Rodrigo Pinho, ainda ameaçaram o ampliar da vantagem.

No entanto, a insistência do Famalicão acabou por dar frutos, resultando na reviravolta no marcador em cerca de quatro minutos, em dois lances de bola parada.

Aos 28, Babic desviou, de cabeça, um canto cobrado por Iván Jaime que resultou no empate, e aos 32 Valenzuela apontou um livre que ainda desviou num defensor do Marítimo antes de consubstanciar a reviravolta, com o 2-1 que se chegou ao intervalo.

Para a segunda parte, o técnico do Marítimo, Lito Vidigal, tentou dar mais tração ofensiva à equipa, lançando René Santos e Fumu Tamuzu no desafio, e conseguindo, com a mexida reequilibrar a equipa, embora sem evidentes situações de golo.

Já o Famalicão tentava explorar o adiantamento do adversário, apostando nos contra-ataques, mas sem a melhor definição no último passe, algo que o Marítimo aproveitava para ganhar ânimo na busca da igualdade.

Os madeirenses até foram bem mais pressionantes na fase final da partida, obrigado o Famalicão a ‘cerrar fileiras’ e reforçar a defensiva para segurar vantagem de 2-1 até ao fim.

Leia também...