Famalicão vence Gil Vicente com golo solitário de Nuno Diogo

Um golo de Nuno Diogo bastou hoje ao Famalicão para vencer em casa o Gil Vicente, na 21.ª jornada da II Liga de futebol, com os barcelenses a caírem para a zona de acesso ao ‘play-off’ de manutenção.

Nuno Diogo marcou aos 67 minutos dando, ao emblema famalicense uma vitória que lhe fugia há quatro jornadas, enquanto o Gil Vicente continua sem conseguir vencer fora do seu reduto.

Com este resultado, o Famalicão manteve-se fora da zona de despromoção, na 16.ª posição, com 25 pontos, um lugar acima do Gil Vicente, que tem 24.

O Famalicão esteve por cima no primeiro tempo, mais afoito e focado no ataque, mas, tal como o Gil Vicente, que defendeu literalmente com onze, não criou oportunidades de golo.

Depois de uma primeira metade de futebol confuso e ‘mastigado’, após o intervalo foram os gilistas quem primeiro tentaram a sorte: Abou Toure rematou forte ao lado aos 48 minutos.

A resposta dos famalicenses não se fez esperar e Medeiros pôs à prova Vozinha com um cabeceamento colocado após cruzamento de Feliz (50 minutos). Aos 53 foi a vez de Vítor Lima cabecear por cima, na sequência de um canto marcado por Diogo Cunha.

O jogo parecia ter finalmente começado, tendo ganhado muito mais velocidade quer na intenção de ataque, quer na pronta reação defensiva, e Nuno Diogo inaugurou o marcador, aos 67, com um cabeceamento certeiro, após um canto marcado à esquerda por Diogo Cunha.

Adivinhava-se que a turma de Barcelos reagisse, mas apesar do conjunto orientado por Álvaro Magalhães ter feito mais investidas na direção da baliza de Victor Braga, falhava muito no último terço do terreno.

Perigo a sério só mesmo quando Arthur rematou de fora da área com muita força, mas para fora, já em tempo de descontos. Antes, aos 89, Kisley teve uma oportunidade soberana de ‘arrumar’ com a partida, mas isolado ‘ensarilhou-se’ com o guardião visitante e não deu a tranquilidade desejada à equipa de Nandinho.

O jogo terminou ao contrário do seu arranque: com nervosismo. Chico viu mesmo vermelho direto aos 90+5, quando, naquele que seria o último lance do encontro, travou de forma muito dura Abou Toure.

 

Fonte: Lusa

Fotografia: FC Famalicão

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização