Famalicão vence com ‘bis’ de Rui Costa

O Famalicão conseguiu hoje uma reviravolta em casa do Vitória de Guimarães B, por 2-1, graças a dois golos de Rui Costa nos 10 minutos finais do jogo da 11.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol.

A formação vitoriana, lanterna-vermelha do campeonato, com oito pontos e um ciclo de seis jogos sem vitórias, colocou-se em vantagem aos quatro minutos, por Oscar Estupiñán, mas os famalicenses, quase sempre melhores, responderam pelo suplente Rui Costa, aos 82 e aos 87, e regressaram aos triunfos após quatro jogos sem vencer, subindo ao sétimo posto, com 17 pontos.

A turma vitoriana apareceu em campo com Oscar Estupiñán, ponta da lança da equipa principal, e adiantou-se no marcador aos quatro minutos, precisamente pelo colombiano, que ‘roubou’ a bola a João Faria no limite da área, contornou o guardião Gabriel e atirou facilmente para a baliza deserta.

O golo madrugador influenciou a toada da quase toda a primeira parte, com o Famalicão a trocar a bola no meio-campo perante um adversário que se limitou ao contra-ataque e apenas voltou a ameaçar a baliza famalicense num remate em arco de Xande Silva por cima, aos 25 minutos.

A equipa de Dito criou a primeira ocasião antes, aos 18 minutos, quando João Faria, num golpe de cabeça, obrigou André Costa a esticar-se para evitar o golo, e dominou mais claramente nos últimos 15 minutos, ficando perto do empate aos 37, quando Feliz falhou a emenda a centro de Diogo Cunha, e aos 38, quando Poulson, isolado, não conseguiu rematar.

Os vitorianos subiram no terreno no arranque do segundo tempo, mas o Famalicão voltou a revelar-se a equipa mais perigosa, em remates de Poulson, aos 57 minutos, de Mendes, aos 62, de Willian, aos 67, e sobretudo de Feliz, que obrigou André Costa a evitar o golo com uma palmada (58).

Os anfitriões falharam a hipótese de dilatar a vantagem aos 68 minutos, quando Medarious rematou contra Gabriel, com Xande Silva ao lado, de baliza aberta, mas os famalicenses mantiveram o ascendente e empataram aos 82 minutos, quando Rui Costa se isolou pelo lado direito da área e bateu André Costa com um remate cruzado.

O avançado que entrou em campo aos 61 minutos tornou-se na figura da partida a três minutos dos 90, quando se isolou, tocou a bola fora do alcance de André Costa e limitou-se a encostar depois para a baliza deserta.

 

Fonte: Lusa

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização