Famalicão vence Aves por 3-2 e ‘carimba’ rótulo de candidato à subida

O Famalicão venceu hoje em casa o Desportivo das Aves por 3-2, em jogo da 38.ª jornada da II Liga, entre candidatos à subida e que teve direito a várias ‘cambalhotas’ no marcador.

Leandro Souza (20 minutos), Mércio (52) e Mendes (67) assinaram os golos que deram a vitória aos minhotos, que não conhecem o ‘sabor’ da derrota há 14 jogos consecutivos, mantendo o terceiro lugar, posição de subida, uma vez que o líder, o FC Porto B, não pode ascender ao primeiro escalão.

Mas os golos de Francisco Gomes (aos 30) e Alexandre Guedes (aos 49) chegaram a dar o 2-1 ao Desportivo das Aves que, em nono lugar, vê comprometida a ambição pela subida.

Num jogo com futebol muito dinâmico e aguerrido, entre duas equipas que têm estado ‘coladas’ à liderança, esteve melhor o Famalicão pelo pragmatismo, mas o Desportivo das Aves também nunca baixou os braços.

A primeira real ameaça surgiu aos 13 minutos, com Leandro Souza a atirar ao lado, mas antes já ambas as equipas tinham rondado as balizas para mostrar cedo que este seria um encontro emotivo.

Mas o brasileiro, melhor marcador dos famalicenses, não desperdiçou aos 20 minutos e inaugurou o marcador, com um cabeceamento apos cruzamento de Feliz.

O Aves respondeu muito bem, com Ferreira a atirar por cima, aos 23, e Francisco Gomes a empatar, aos 30, com um golo que começou com Leandro Souza ao tentar aliviar e a mandar ao poste.

Com um ambiente de euforia nas bancadas, o jogo ainda passaria por duas reviravoltas após o intervalo.

Primeiro foi o Desportivo das Aves a conseguir passar para a frente do marcador, graças a Alexandre Guedes, que protagonizou uma jogada individual brilhante e que culminou num remate muito colocado e forte (49 minutos).

Mas o Famalicão conseguiu nova ‘cambalhota’ por intermédio de Mércio, com um golo aos 52, após livre de Mendes, que aos 67 minutos fez o 3-2, num remate após jogada combinada entre Chico e Daniel.

A equipa de Ulisses Morais nunca se deu por vencida e chegou mesmo a ver a bola ir ao poste aos 79 minutos, fruto de um livre de José Ferreira, enquanto Daniel Ramos apostou na entrada de jogadores mais defensivos, como o central Luiz Alberto, que fez João Pedro subir no terreno, mas materializando uma ‘muralha’ defensiva organizada e consistente.

Jogo no Estádio Municipal de Famalicão, em Vila Nova de Famalicão.

Famalicão – Desportivo das Aves, 3-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

1-0, Leandro Souza, 20 minutos.

1-1, Francisco Gomes, 30.

1-2, Alexandre Guedes, 49.

2-2, Mércio, 52.

3-2, Mendes, 67.

Equipas:

– Famalicão: Emanuel, Daniel, João Pedro, Silvério, Jorge Miguel, Diogo Santos (Chico, 51), Mércio, Eder Diego (Luiz Alberto, 83), Feliz, Leandro Souza e Mendes (Medeiros, 90).

(Suplentes: Chastre, Joel, Luiz Alberto, Mauro Alonso, Chico, Medeiros e Correia).

Treinador: Daniel Ramos.

– Desportivo das Aves: Quim (Diogo Freire, 46), Francisco Gomes, Emanuel Edet, Marcos Valente, Nelson Pedroso (José Valente, 46), Ericsson Duarte, Serhii Syzyl, Fernando Silva (Filipe Martins, 65), Alexandre Guedes, José Ferreira e André Dias.

(Suplentes: Diogo Freire, Dymitro Lytvyn, Bosson Romaric, Vítor Alves, Filipe Martins, José Valente e Abdoulaye Diallo).

Treinador: Ulisses Morais.

Árbitro: Sérgio Piscarreta (Algarve).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Fernando Silva (12), Nelson Pedroso (37), Alexandre Guedes (50), José Valente (51), Mércio (53), João Pedro (64), Eder Diego (64), Daniel (70) e Francisco Gomes (84).

Assistência: 3.420 espetadores.
C/Lusa

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização