Select Page

Famalicão no epicentro da internacionalização

Famalicão no epicentro da internacionalização

Vila Nova de Famalicão está cada vez mais no radar de delegações internacionais, que querem conhecer as potencialidades económicas e turísticas do concelho e, nalguns casos, estabelecer relações de proximidade com o município famalicense tendo em vista a promoção de projetos conjuntos. São sobretudo delegações empresariais e académicas mas também institucionais por via de embaixadas e associações.

Só esta semana, o município recebeu os associados da Câmara de Comércio Luso-Britânica, no âmbito da iniciativa “How It’s Made In Vila Nova de Famalicão”, e acolheu a visita do embaixador da República Checa, em Portugal, Petr Šelepa, e do Cônsul honorário da República Checa no Porto, Francisco Pavão. No final de junho cerca de 400 congressistas do World Marketing Congress estiveram em Famalicão para conhecer o novo Centro Português do Surrealismo e a Fábrica de Chocolate da Casa Grande.

A visita do embaixador checo a Vila Nova de Famalicão realizou-se a convite do município, no âmbito da política da internacionalização que está a ser desenvolvida e aprofundada pelo executivo municipal liderado por Paulo Cunha.

Depois de ter sido recebida nos Paços do Concelho, a comitiva seguiu para uma visita à empresa Têxtil Manuel Gonçalves (TMG), apontada como um exemplo da pujança industrial e económica de Famalicão e uma das empresas famalicenses que mais exporta para a República Checa.

Satisfazendo um pedido especial do embaixador, a jornada continuou na Casa Museu Camilo Castelo Branco, em S. Miguel de Seide, ex-libris da cultura e literatura nacional. De resto, a visita do embaixador teve como objetivo dar a conhecer as potencialidades económicas e industriais do concelho, mas também fazer uma apresentação da dinâmica cultural e turística, demonstrando que Famalicão tem qualidade de vida e as pessoas gostam de viver aqui.

Nesse sentido, a jornada passou obrigatoriamente pela Devesa, com o embaixador completamente rendido à beleza do Parque. Na Casa do Território, foram dados a conhecer um conjunto de projetos industriais emergentes, através da apresentação das startups WestMister, Meia Dúzia e Alma De Luce.

No final, foram colocadas em cima da mesa diversas propostas de cooperação com destaque para o convite ao Município de Vila Nova de Famalicão para apresentar o concelho e as potencialidades na República Checa, já em Outubro próximo.

Afirmando-se como Cidade Têxtil, Famalicão é o concelho mais exportador do Norte de Portugal, e terceiro a nível nacional. O mercado europeu é o destino de mais de 50% das suas exportações. O espírito empreendedor e a vontade de internacionalizar marcam o ADN do tecido empresarial famalicense. Uma dinâmica que se reflete nos 310 novos projetos empresariais recentemente aprovados e apoiados no concelho, que representam um investimento global superior a 450 milhões de euros.

 

Ver como se faz em Famalicão

Foi precisamente para ver como se faz em Famalicão que a Câmara de Comércio Luso-Britânica convidou os seus associados a participar numa visita a algumas empresas do concelho. “How It’s Made In Vila Nova de Famalicão” decorreu na passada terça-feira, e começou com uma visita às instalações da Salsa e incluiu passagem pela incubadora de empresas do Famalicão Made IN – Polo da Riopele.

Os associados da Câmara de Comércio Luso-Britânica passaram também pela Casa Grande – Fábrica de Chocolates e a jornada terminou com visita e prova de vinhos na Casa de Compostela, um produtor também ele nascido do têxtil. Pertence à família Manuel Gonçalves, o fundador da Têxtil TMG que também criou e lançou a Casa Agrícola de Compostela.

 

Nota de imprensa da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização