Famalicão homenageia José de Azevedo e Menezes

No 80.º aniversário da sua morte, o escritor José de Azevedo e Menezes vai ser homenageado. A iniciativa, que tem lugar na Casa do Vinhal, em Vila Nova de Famalicão, a 15 de setembro, ficará marcada pela apresentação do volume I da “Correspondência de José de Azevedo e Menezes (1878-1933): Camilo Homenageado”, feita pelo presidente da Academia das Ciências de Lisboa, Artur Anselmo.

A obra é o primeiro de três volumes a editar pela Húmus com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. As cartas transcritas neste volume e nos dois que serão dados à estampa em 2019 e 2020, integram, na sua maioria, o Fundo de José de Azevedo e Menezes, depositado no Arquivo Municipal de Alberto Sampaio, entregue pela família Menezes, em 2015, ao Município de Vila Nova de Famalicão.

José de Azevedo e Menezes viveu entre 1849 e 1938, tendo desempenhado um papel social, cultural e político de enorme relevância para o concelho de Famalicão. Foi Provedor do Hospital de S. João de Deus e foi presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.


Com Camilo Castelo Branco desenvolveu uma relação cordial de amizade motivada pelo tema da genealogia, uma área de interesse comum, sobretudo para Menezes. Depois da morte do romancista, José de Azevedo e Menezes presidiu à “Comissão Promotora da homenagem ao grande escritor Camilo Castelo Branco” e foi um dos maiores responsáveis pela criação do Museu de Camilo.
A cerimónia de homenagem arranca pelas 16 horas.

Obra

O primeiro volume versa exclusivamente assuntos camilianos, subdividindo-se em duas partes: na primeira apresentam-se as cartas trocadas entre Camilo Castelo Branco e José de Azevedo e Menezes, cujos originais se encontram na Casa de Camilo, e na segunda, as cartas endereçadas ao Senhor da Casa do Vinhal por diversos remetentes, entre os quais António José de Almeida, Alberto Pimentel, António Cabral, Conde de Sabugosa, Eugénio de Castro, Joaquim de Araújo, José Malhoa, Jorge Colaço, Pinho Leal, Raul Brandão e Teixeira Lopes.

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem