https://autosolucoes.pt/agendamento/?utm_source=RedeLocal&utm_medium=Jave&utm_campaign=Oportunidades

Famalicão e Santo Tirso já ultrapassaram 10% da população infetada

Os concelhos de Famalicão e Santo Tirso já ultrapassaram a fasquia dos 10% de população infetada, desde que a pandemia de Covid-19 chegou a Portugal.

Até 30 de março, mais de 11 por cento (11,04%) da população de Vila Nova de Famalicão já tinha sido infetada pelo novo coronavírus. Esta percentagem representa 14543 que testaram positivo à Covid-19, colocando este concelho como o 13.º a nível nacional com maior número de contágios no território.
Já o concelho de Santo Tirso entrou, recentemente, para a lista de municípios com mais de 10% de população infetada. Está agora nos 10,04% (6834 pessoas), em 27.º lugar a nível nacional e atrás da Trofa, que ocupa o 21.º lugar, com 10,27% de habitantes já infetados (3947 pessoas).
Depois de uma descida constante desde o início do segundo confinamento, a propagação do novo coronavírus voltou a subir, segundo o que dizem os números revelados pela Direção-Geral da Saúde, na segunda-feira. Em Vila Nova de Famalicão, entre o período de 10 a 23 de março e de 17 a 30 do mesmo mês, houve um crescimento de novos casos de oito por cento. Depois de, entre 10 e 23 de março, apresentar uma taxa de incidência (TI) de 58 casos por cem mil habitantes – que representa 76 casos identificados – este território registou, entre 17 e 30 do mesmo mês, 63 casos por cem mil habitantes, ou seja, 83 casos.
Relativamente a Santo Tirso, a tendência de crescimento também se verificou: de 17 a 30 de março, foram identificados 61 casos (TI de 90/100 mil habitantes), mais sete por cento que no período anterior (57 casos).
Na Trofa, a subida foi de 130 por cento, de 16 casos, entre 10 e 23 de março, para 37, entre 17 e 30.
Estes são os dados da Direção Geral da Saúde, mas segundo a Lusa, o crescimento continua a verificar-se. Segundo a agência noticiosa, citando um documento da Administração Regional de Saúde do Norte, na penúltima (21 a 27 de março) e última semana de março (28 a 03 de abril), Santo Tirso registou seis e 34 novos, respetivamente, num crescimento de 467%.
Em Vila Nova de Famalicão, o crescimento foi de 38 para 63 casos (aumento de 65%) e na Trofa, registaram-se 11 e 20 casos, num crescimento de 82%.
Estes três concelhos fazem parte da lista de 25 no Norte que apresentam subidas acima dos 50%.
O desconfinamento abriu-nos as portas de parques e esplanadas, mas esta nova normalidade deve ser encarada com cuidados redobrados. As regras básicas de contenção do vírus – higiene das mãos, uso de máscara e distanciamento social – continuam a ser primordiais para que o nível de propagação se mantenha baixo.

Feiras semanais retomam venda de produtos não alimentares

Em linha com o plano de desconfinamento do Governo, a Câmara Municipal de Santo Tirso autorizou a venda de produtos não alimentares nas feiras do concelho. As feiras de Santo Tirso, S. Martinho do Campo e Vila das Aves, realizam-se sem limitações desde o início desta semana.
“No acesso ao recinto continua a ser necessário cumprir com as normas em vigor no plano de contingência, que obriga ao uso de máscara, ao distanciamento social e à circulação de acordo com os circuitos definidos”, informou a câmara em comunicado.

Situação igual aconteceu, esta quarta-feira, em Vila Nova de Famalicão, com a feira da cidade a realizar-se com “a totalidade da sua atividade comercial”, porém, “condicionada à observância das regras emanadas pela Direção-Geral da Saúde, uso obrigatório de máscara, desinfeção das mãos, distanciamento social e controlo de entradas no recinto”, anunciou o executivo municipal.

foto:freepik

Leia também...