Select Page

Famalicão e Santo Tirso às escuras em defesa do ambiente

Famalicão e Santo Tirso às escuras em defesa do ambiente

Vários edifícios e espaços de Vila Nova de Famalicão vão ficar este sábado, 24 de março, às escuras, durante uma hora. O município famalicense volta a associar-se à Hora do Planeta, uma iniciativa promovida a nível mundial pela WWF – World Wide Fund for Nature, uma das mais conhecidas Organizações Não Governamentais ambientalistas do mundo.
Entre as 20.30 e as 21.30 horas serão então desligadas as luzes do edifício dos paços do concelho e jardim envolvente, Casa das Artes, Centro de Estudos Camilianos, Palacete Barão da Trovisqueira onde está situado o Museu Bernardino Machado e a Galeria Municipal Ala da Frente, Casa da Cultura e Largo dos Eixidos, Casa do Território, no Parque da Devesa, Casa da Juventude, Praça 9 de Abril, Mosteiro de Landim e Fundação Cupertino de Miranda.
Refira-se que apesar de simbólica, a Hora do Planeta é a maior ação do género à escala mundial, juntando centenas de milhões de pessoas em todo o mundo em defesa do ambiente. A iniciativa é celebrada desde 2009, com o intuito de alertar para as alterações climáticas e estimular a redução dos consumos energéticos.
Santo Tirso também se associa a esta “Hora do Planeta”, desligando parcialmente as luzes do edifício da Câmara Municipal e da iluminação pública do Largo Coronel Batista Coelho e Praceta da Alto da Feira, convidando a população a aderir a esta causa.

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização