Famalicão e Gil Vicente empatam 2-2 em dérbi minhoto emotivo

Famalicão e Gil Vicente empataram hoje 2-2, em jogo da 28.ª jornada da II Liga de futebol, no qual os famalicenses chegaram a ter vantagem de dois golos e acabou com menos um jogador para cada lado.

Sandro, aos 07 minutos, com um autogolo, deu vantagem ao Famalicão que ainda chegou ao segundo, por Feliz, aos 31. Mas Cadu, aos 33, e Simy, aos 62, marcaram para o Gil Vicente, quebrando o ciclo de três vitórias consecutivas dos locais.

Num dérbi minhoto intenso e com incerteza até ao final, o Famalicão começou melhor, com maior veia ofensiva, mas exigia-se maior atenção na zona defensiva perante um Gil Vicente que precisou de ser assustado para despertar.

Mauro, aos quatro minutos quase abriu o marcador mas a bola saiu por cima. Mas aos sete, os famalicenses acabaram mesmo por ganhar vantagem beneficiando de um golo na própria baliza marcado por Sandro, após canto marcado por Medeiros.

Simy respondeu com um cabeceamento perigoso, a passe de Ricardinho, aos 21 minutos, mas Emanuel resolveu. E o Famalicão conseguiu mesmo o 2-0 com Feliz a completar, de recarga, uma jogada de Medeiros (31 minutos).

A equipa de Daniel Ramos parecia ter tudo controlado mas um golo de Cadu, aos 33, através de um remate forte de fora da área surpreendeu toda a gente e despertou os gilistas que ainda viram Mauro ‘raspar’ o poste da baliza de Serginho, aos 36.

A segunda parte começou com agressividade: Sandro foi expulso por entrada dura sobre Mauro, aos 50, mas o conjunto casa aproveitou mal a superioridade numérica e dez minutos depois, aos 60, Diogo Santos também recebeu ordem de expulsão ao ver o segundo amarelo.

A sorte acabou por sorrir ao Gil Vicente com o Simy a receber uma ‘prenda’ de Luiz Alberto: o central do Famalicão aliviou mal um canto marcado por Vítor Gonçalves e ‘entregou’ para o nigeriano dos gilistas fazer o empate.

Até ao final do encontro, Correia, com tentativas aos 65, 67 e 81, esteve perto de conseguir o terceiro golo mas guardião de Barcelos não permitiu o golo e foi mesmo ‘herói’, quando, já nos descontos (90+5), evitou um golo de Eder Diego.

 

 

Fonte: Lusa

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem