Select Page

Famalicão discute produção de bioenergia e biocombustíveis

Famalicão discute produção de bioenergia e biocombustíveis
Dia 19 de janeirona na Casa do Território, no Parque da Devesa, realiza-se o debate sobre o tema da bioenergia que se inicia com o filme: “O Tema Escaldante – Quando a bioenergia corre mal”, dinamizado pela ZERO – Associação Sistema Terrestre Sustentável e pela Associação Famalicão em Transição.

Trata-se da primeira sessão AMBIENTAR-SE desde ano, uma iniciativa do Município de Vila Nova de Famalicão em parceria com associações locais ligadas à proteção do ambiente, que integra exibição de filme seguido de debate. 
Esta sessão conta com a presença de Nuno Forner, da ZERO – Associação Sistema Terrestre Sustentável, com Jorge Moreira da SEA – Sociedade de Ética Ambiental, e com Henrique Zamith da Associação Famalicão em Transição.

A sessão tem como objectivo debater o contexto atual das energias endógenas e renováveis, da sua evolução e da situação face ao panorama nacional e internacional.

Nuno Forner, ZERO – Associação Sistema Terrestre Sustentável,  realça que é “fundamental que existam salvaguardas ao nível da legislação europeia no que respeita às energias renováveis, onde se inclui a bioenergia.”
Acrescenta ainda que “para evitar que a “bioenergia corra mal” é fundamental que existam salvaguardas ao nível da legislação europeia no que respeita às energias renováveis, onde se inclui a bioenergia. Estas salvaguardas devem acautelar a utilização insustentável da floresta para aquecimento e produção de eletricidade, assim como o uso de culturas alimentares para a produção de biocombustíveis.”
2017 foi um ano marcado por incêndios devastadores e pela seca extrema
 
Relativamente, à questão dos incêndiosa Nuno Forner refere que “os incêndios devastadores de 2017 realçaram a necessidade de um melhor ordenamento do território e de um efectivo sistema de recolha da biomassa exclusivamente residual. Aguardamos, com expectativa, o novo Plano Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios, que prevê, entre outras iniciativas, o desenvolvimento de novas centrais a biomassa, distribuídas pelos concelhos de maior potencial, antecipando-se que 2018 seja marcado por uma exploração sustentável da bioenergia nacional.”

Ao longo dos últimos meses, a ZERO tem vindo a exibir este filme e promover o debate sobre as bionergias em diversos pontos do país.

Este encontro inicia-se às 21h30 na próxima sexta-feira e tem entrada livre

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização