Auto Soluções

Famalicão assume compromisso para a economia circular juntamente com parceiros europeus

Famalicão assinou, na passada quarta-feira, um Memorando de Entendimento com outras cidades europeias, no sentido de desenvolver esforços para potencializar e operacionalizar Centros de Recursos Urbanos (CRUs) como meio de acelerar uma transição justa para uma economia circular.

A assinatura do acordo de cooperação aconteceu em Mechelen, na Bélgica, e entre os signatários, para além da cidade anfitriã, também estão municípios como Oslo (Noruega), Ciudad Real (Espanha), Opole (Polónia), The Hague (Países Baixos) e Cork (Irlanda).

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão fez-se representar pelo vereador da Economia e das Relações Internacionais, Augusto Lima, que assinou o documento em nome do executivo camarário, após a aprovação na Reunião de Câmara do passado dia 13 de outubro.

Esta parceria insere-se na Agenda Urbana da União Europeia sobre ‘Economia Circular’, que identificou o desenvolvimento de Centros de Recursos Urbanos nas cidades como uma das principais ações a implementar no sentido de promover transições circulares centradas nas pessoas.

O Memorando de Entendimento entra em vigor logo após a sua assinatura pelos representantes das cidades envolvidas e permanecerá válido durante um período de cinco anos, podendo ser sujeito a revisão ou modificação por mútuo acordo.

Refira-se que o Município de Vila Nova de Famalicão integrou entre 2018 e 2022 a rede de cidades europeias do projeto ‘Resourceful Cities’ do Programa de Cooperação Territorial Europeia URBACT, que teve como objetivo promover o desenvolvimento urbano e sustentável nas cidades da Europa, assente num plano de ação coordenado, catalisando a economia circular local com a adoção de uma abordagem participativa e integrada.

Em Famalicão este projeto foi promovido e acompanhado através dos pelouros do Ambiente e da Economia, em parceria com um alargado número de parceiros locais que integraram os Grupo de Ação Local (ULG), entre eles, 14 do ULG Indústria e Comércio e cerca de 12 dos ULG Comunidade. Um projeto que permitiu o desenvolvimento do Plano de Ação Local onde foram elencados objetivos estratégicos para alavancar e potenciar a economia circular ao nível local.

O acordo hoje assinado surge como um compromisso político entre as cidades europeias assente na partilha de conhecimento, promoção da economia circular e cocriação de novas maneiras de fechar os ciclos de recursos locais, promovendo a prevenção, reutilização, reparação e reciclagem de resíduos.

Leia também...