Escultor transforma árvore em obra de arte

Tinha 110 anos, media 30 metros de altura e pesava sete toneladas. Falamos de um carvalho que teve que ser abatido, no Parque da Devesa, por questões de segurança, uma vez que, ultimamente, as quedas dos ramos demonstraram essa necessidade. Facto que aconteceu no dia 2 de maio de 2016. Mas a sua ‘vida’ não termina aqui. O escultor Isaque Pinheiro vai transformá-lo numa verdadeira obra de arte. “A intervenção artística tem como objetivo honrar aquela árvore, tirando partido da sua beleza e imponência e valorizar o parque e a natureza envolvente”. A árvore que marcou o Parque vai continuar a fazer parte do espaço, mas com outro protagonismo. A partir do próximo dia 20, Isaque Pinheiro vai iniciar a sua intervenção, devolvendo vida a esta árvore, porque “na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. O escultor não desvenda o que será feito, mas avança que a intervenção “implica, em maior ou menor grau, uma certa violência: a de abrir, separar, matar, cortar para, assim, destruindo, poder (re)construir um entendimento. Um entendimento implica um Corte. Aceder ao saber de uma árvore supõe precisamente roubar-lhe, ou pedir de empréstimo, interromper por instantes a sua condição de árvore: bater-se com ela, embater(-se), abater(-se)”. Certo é que o que se vai passar nos próximos meses no Parque da Devesa transformará uma árvore numa obra de arte.

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização