Escolas de Famalicão estão prontas para receber os alunos em segurança

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, visitou esta terça-feira, a Escola Secundária D. Sancho I, na cidade famalicense, onde se inteirou das regras de proteção e segurança implementadas, para a prevenção da Covid 19.

Acompanhado pela diretora do Agrupamento de Escolas D. Sancho I, Maria Helena Pereira, e pelo vereador da Educação, Leonel Rocha, o presidente da autarquia mostrou-se “muito satisfeito com as medidas adotadas pelas escolas de Famalicão”.

“O plano de segurança que está a ser implementado nas escolas de Famalicão corresponde àquelas que são as condições essenciais que pressupõem a confiança nestes espaços”, afirmou.

“Saio daqui com a certeza absoluta que tudo aquilo que resulta da ação humana está feito nesta escola. Tudo aquilo que a Câmara Municipal, a escola, as associações de pais, juntas de freguesia e comunidade educativa no seu todo, podia fazer, está feito. A escola está de portas abertas e está pronta para receber os alunos”.

Aos mais jovens, Paulo Cunha deixou uma mensagem de confiança e otimismo. “Venham com muita vontade de aprender e com a certeza de que estão a fazer tudo pela vossa segurança e proteção da saúde. Hoje, a escola está mais competente e mais qualificada”, afirmou.

De acordo com a diretora do agrupamento, Helena Pereira, a escola em colaboração com as associações de pais, o município e a junta de freguesia elaborou uma serie de regras e cuidados a ter em conta. “Os principais cuidados estão relacionados com a organização do próprio espaço, com a necessidade que tivemos de reforçar todas as condições de segurança, mais especificamente os circuitos que estão claramente definidos, para que os jovens possam cumprir as regras fundamentais e evitem os cruzamentos e os contactos.”

Por outro lado, houve “um reforço em todas as salas de aula, no que diz respeito aos equipamentos de higiene nomeadamente o gel desinfetante e produtos de desinfeção de equipamentos.”

Apesar de todas estas medidas preventivas, a responsável afirmou que “um aspeto fundamental é o envolvimento dos jovens no cumprimento das novas regras. Por isso, estamos a fazer uma aposta fundamental na sensibilização e na cidadania dos nossos jovens”.

Refira-se que a Câmara Municipal entre outros apoios, assumiu todo o investimento com a produção e colocação de sinalética e informações nas escolas do concelho. Foi um trabalho desenvolvido em rede e em colaboração com os agrupamentos de escolas e comunidade educativa.

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem