Select Page

Equipa para proteger a floresta cresce para 20 elementos permanentes

Equipa para proteger a floresta cresce para 20 elementos permanentes

A equipa operacional de Proteção Civil para a proteção da floresta famalicense vai contar, este ano, com 20 elementos permanentes, para vigiarem, limparem e repararem caminhos florestais. 

Os lugares serão ocupados, como já vem acontecendo, por desempregados, que terão como responsabilidade a manutenção dos caminhos florestais e a limpeza de terrenos da responsabilidade do Município. Para tal, a Câmara apresentou uma candidatura à Medida Contrato Emprego Inserção do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).
O período de prevenção contra incêndios também alargou, estando definido no calendário de 1 de março a 31 de outubro.
A equipa operacional de Proteção Civil é, atualmente, composta por sete operacionais permanentes, a que se juntam ainda os cinco elementos da Equipa de Sapadores Florestais, resultado de uma parceria entre o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, a Associação de Silvicultores do Vale do Ave e a Câmara Municipal de Famalicão.
Enquanto não chegar o período crítico de incêndios, estes efetivos vão “intensificar o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido ao longo de todo o ano na criação de faixas de gestão de combustível, principalmente à volta das cinturas industriais e rede viária municipal”, informou fonte da Autarquia, que conta “ter limpos, até abril, os cerca de 120 hectares de faixas da sua responsabilidade”.
A Câmara Municipal está igualmente preocupada com a “obrigatoriedade dos privados procederem à limpeza dos seus terrenos até 15 de março em redor dos edifícios inseridos em espaços rurais, numa faixa de proteção (Faixa de Gestão de Combustível – FGC) de 50 metros, medida a partir da parede exterior dos edifícios e executada pelo detentor do terreno”. Neste sentido, e em parceria com o Núcleo da Proteção Ambiental da GNR – Guarda Nacional Republicana, o Município “está a desenvolver um conjunto de ações de sensibilização e de esclarecimento junto dos presidentes das juntas de freguesia do concelho sobre os novos dispositivos legais relacionados com a proteção ambiental e sobre as consequências do não cumprimento das novas disposições em matéria de limpeza de terrenos”. O objetivo é alcançar os proprietários e sensibilizá-los para a limpeza através dos autarcas que estão mais próximos das populações.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização