https://autosolucoes.pt/dia-do-cliente/

Embraiagem: funcionamento e substituição

Como funciona a embraiagem?

A embraiagem automóvel mais comum é a de carros com caixa manual. Trata-se de um sistema que permite interromper a transmissão de força e compensar rotações entre o motor e a caixa de velocidades. A embraiagem possibilita o arranque do automóvel e a mudança de velocidades quando este está em marcha.

O sistema é acionado pelo condutor por meio de um pedal, quando isto se torna necessário para fins de condução. Ao pisar o pedal é acionada uma bomba de embraiagem que, por seu lado, aciona o desacoplador da embraiagem. O acionamento do desacoplador leva a que haja um afastamento entre o prato de pressão, o disco de embraiagem e o volante do motor por meio de uma mola de diafragma.

O volante do motor e o prato de pressão estão fixamente ligados à cambota do motor. Entre eles encontra-se o disco de embraiagem, que está fixamente ligado à caixa de velocidades e dispõe de um revestimento de fricção. A redução de pressão entre os componentes elimina o atrito entre eles e, consequentemente, interrompe a transmissão da força do motor para a caixa de velocidades.

Foto tirada do site auto-doc.pt

Quando é que a embraiagem deve ser substituída?

A vida útil de uma embraiagem pode durar até 100.000 quilómetros ou mais. Contudo, há comportamentos que reduzem consideravelmente o seu tempo de vida útil, nomeadamente comportamentos que levam a um deslize entre os discos. Isto ocorre por exemplo em arranques curtos e repetidos, arranque bruscos ou devido a uma sobrecarga do veículo.

Sintomas típicos que indicam uma deterioração do sistema são:

  • Deslize da embraiagem apesar de o pedal correspondente não ser pisado. Isto indica que o atrito entre os componentes já não é suficiente para transmitir a força do motor.
  • Odor a queimado, o que indica um desgaste da superfície de fricção.
  • Sons metálicos durante a mudança de velocidades, o que indica que a interrupção da transmissão de força não está a ocorrer devidamente.

Se estes sintomas ocorrerem, determinados componentes da embraiagem poderão ter de ser substituídos.

Como é que se substitui a embraiagem?

O procedimento exato de substituição de uma embraiagem depende do modelo automóvel específico em questão e dos componentes cuja função está comprometida e que devem ser substituídos.

Genericamente a reposição de componentes da embreagem implica:

  • Identificar os componentes comprometidos.
  • Adquirir os componentes a repor.
  • Preparar as ferramentas e os componentes a substituir.
  • Elevar o veículo.
  • Desmontar os componentes necessários para aceder à embreagem.
  • Desmontar componentes adjacentes à embreagem como, por exemplo, a bomba secundária de embreagem ou a caixa de velocidades.
  • Purgar o líquido da caixa de velocidades.
  • Substituir os componentes da embreagem comprometidos.
  • Montar todos os componentes na ordem inversa.

Leia também...