Select Page

Desportivo das Aves perde por 2-0 em Braga

Desportivo das Aves perde por 2-0 em Braga

O Sporting de Braga venceu hoje o Desportivo das Aves por 2-0, com golos de Raúl Silva e Esgaio, num jogo da 20.ª jornada da I Liga de futebol em que foi muito superior a um adversário frágil.

Raúl Silva, aos 08 minutos, e Esgaio, aos 47, fizeram os golos dos bracarenses, que, com este triunfo e em vésperas de visitar o Dragão para defrontar o FC Porto (sábado), encurtam a distância para os lugares da frente, estando agora a quatro pontos de Benfica e Sporting (este com menos um jogo).

Já o Desportivo das Aves, que voltou a trocar de treinador na última semana, agrava a crise de resultados e continua na cauda da tabela, somando o sétimo jogo seguido sem vencer: seis derrotas e apenas um empate.

A equipa agora de José Mota, o terceiro técnico da temporada, foi o espelho da instabilidade que o clube atravessa e demonstrou muitas debilidades, sobretudo defensivas.

A superioridade ‘arsenalista’ começou a evidenciar-se bem cedo e, logo aos dois minutos, Paulinho, em excelente posição, atirou por cima, após bom cruzamento de Jefferson da esquerda.

No minuto seguinte, André Horta rematou ao poste e, na sequência do lance, foi Esgaio a obrigar Facchini a empenhar-se.

Os minutos iniciais foram pródigos em ocasiões de golo e, aos seis, o Desportivo das Aves dispôs da sua melhor oportunidade em toda a partida.

Vítor Gomes ‘picou’ a bola sobre Matheus, que tinha saído de forma precipitada, mas Jefferson, de cabeça, impediu o golo avense, cortando para a barra.

O lance foi uma exceção à regra e foi o Braga a inaugurar o marcador: após canto cobrado por André Horta, Raúl Silva saltou mais que os defesas contrários e cabeceou de forma inapelável, aos oito minutos, fazendo o seu sexto golo da temporada (três no campeonato).

O Desportivo das Aves cometia muitos erros em zonas proibidas e o Braga criava perigo, mesmo sem ‘carregar no acelerador’.

Aos 23 minutos, André Horta ‘disparou’ de longe para grande defesa de Facchini e, dois minutos depois, Esgaio, após um canto, cabeceou para fora.

A segunda parte começou como a primeira e Paulinho não chegou por pouco a uma bela assistência de João Carlos Teixeira, aos 46 minutos.

No minuto seguinte, Esgaio aproveitou as imensas facilidades concedidas pelo Aves, tirou um defesa da frente e rematou com o pé esquerdo fazendo um belo golo.

José Mota lançou Tissone e Alexandre Guedes de uma assentada (56 minutos), mas nada mudou e foi mesmo o Sporting de Braga a estar mais perto de voltar a marcar, por João Carlos Teixeira (60).

O jogo foi caindo de ritmo e de interesse, com o Desportivo das Aves incapaz de criar perigo, merecendo nota a saída de Esgaio, por lesão, aos 87 minutos.

Lusa

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização