Desportivo das Aves perde com FC Porto B por 2-1

O FC Porto B recebeu e venceu hoje o Desportivo das Aves, por 2-1, numa partida da 34.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol em que os golos foram marcados na primeira parte.

Os portistas adiantaram-se no marcador logo aos 02 minutos. David Bruno cruzou bem da direita e Gonçalo Paciência, na passada, cabeceou forte e fez o 1-0, isto pouco depois de ter recebido o prémio de melhor jogador da II Liga no mês de fevereiro.

O Aves reagiu bem à entrada forte do FC Porto B e, cinco minutos depois, Gudiño teve de se aplicar para desviar para canto um livre de Jorge Ribeiro. O mesmo Jorge Ribeiro marcou o canto e o central Miguel Vieira, de cabeça, enviou a bola à trave da baliza portista, falhando o empate por muito pouco.

Os avenses ganharam confiança e arriscaram cada vez no ataque, ao passo que os ‘dragões’ começaram a sentir dificuldades crescentes para impor o seu futebol. Ainda assim, André Silva podia ter feito o 2-0 numa jogada em que surgiu isolado na área adversária, mas adiantou muito a bola e ‘entregou-a’ a Rui Faria.

O FC Porto passou depois por um mau momento, com muitos passes falhados, e o Aves aproveitou e tomou conta do jogo. Na sequência de um canto cobrado por Jorge Ribeiro, Miguel Vieira cabeceou para o fundo da baliza portista e empatou assim o jogo.

Numa altura em que o Aves estava na mó de cima, o FC Porto ensaiou uma jogada similar à que deu origem ao primeiro golo e chegou ao 2-1. David Bruno fugiu pela direita, cruzou atrasado e Frédéric atirou de primeira, com o pé esquerdo, e marcou.

Não houve golos na segunda parte, mas o jogo manteve-se vivo e interessante. O Aves, que vendeu muito cara a derrota, esteve perto do empate através de mais uma bola parada de Jorge Ribeiro, que Gudiño defendeu bem.

O ataque portista quase desapareceu depois do intervalo, por culpa própria e pelo acerto defensivo do Aves. Ainda que nem sempre com a clarividência necessária, os avenses mostram-se mais perigosos do que os azuis-e-brancos, e lutaram até ao fim por outro resultado.

Aos 74 minutos, André Costa combinou com Caballerro (emprestado pelo FC Porto) e ‘ofereceu’ o golo a Pedro Pereira, mas este falhou e o Aves não mais voltou a ter outra oportunidade de golo idêntica.

O FC Porto somou assim a sua 11.ª vitória caseira, enquanto o Desportivo das Aves averbou a sua nona derrota fora de casa, num jogo em que talvez merecesse outro resultado.

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização