Select Page

Desportivo das Aves apresenta novo administrador

Desportivo das Aves apresenta novo administrador

O Desportivo das Aves, clube da II Liga de futebol, anunciou hoje Luiz Andrade, membro da empresa Galaxy, como administrador da recém formada sociedade anónima desportiva (SAD) do clube, em conferência de imprensa.

A empresa portuguesa adquiriu 70 por cento do capital social da SAD do Desportivo das Aves pela quantia de 750 mil euros, com o clube a ficar com a restante percentagem, por exigência dos seus associados.

“Os clubes são obrigados, no mínimo, a ter 10 por cento das ações da SAD, mas os sócios do Aves exigiram que o clube ficasse com 30 por cento”, explicou o presidente do clube, Armando Silva.

Já o novo administrador da SAD garantiu que a empresa, à qual pertence, pretende continuar o trabalho que a direção do Desportivo das Aves tem feito até aqui, acrescentando apenas o necessário para a estrutura poder crescer.

“Uma das prioridades que tivemos, quando chegámos aqui, é que a direção do clube estivesse connosco. Não se podia esquecer o que eles fizeram até hoje. A nível de funcionários, fizemos questão de os manter todos, mas claro que vamos acrescentar alguma coisa àquilo que já existe”, ressalvou.

O responsável brasileiro informou que Mário Braga, também da Galaxy, vai colaborar com o diretor desportivo, Rafael Vieira, para aprofundar “a imagem e a parte externa” do clube, admitindo que o principal objetivo, para este ano, passa por realizar uma época desportiva estável.

“A prioridade para este ano é estabilidade total, formar uma equipa competitiva e fazer com que os ativos do clube rendam mais daqui a algum tempo”, salientou, revelando que, dentro de, no máximo, três anos, quer ver o clube na I Liga.

Além da quantia investida na compra de 70 por cento das ações da recém formada SAD do Desportivo das Aves, Luiz Andrade adiantou que a Galaxy já pagou um valor superior a 300 mil euros às finanças e à segurança social, saldando as dívidas mais urgentes do emblema da II Liga.

“Uma das coisas que fizemos, quando chegámos aqui, foi salvar o clube para que pudesse participar na II Liga. Fizemos um esforço para pagar todas as dívidas que não podiam ser deixadas para trás, para que o clube pudesse ser inscrito”, disse.

A preparação da época 2015/16 continua em marcha, e, além de Nélson Pedroso, o dirigente da SAD confirmou seis reforços para o clube avense: Felipe Martins, avançado ex-Vila Real, Tarcísio, médio ex-Chaves, Ericson, médio que esteve emprestado ao Chaves pelo Vitória de Setúbal, Rui Li, avançado ex-1.º de Dezembro, Zheng, lateral proveniente do Dalian, da China, e Dimitri, central que chega da Rússia.

Luiz Andrade anunciou que a construção do plantel não está ainda terminada e que quatro ou cinco jogadores devem juntar-se brevemente aos sete reforços já anunciados, aos 14 que transitaram da época passada e à nova equipa técnica, liderada por Abel Xavier.

“Temos a possibilidade de fechar contrato, já amanhã (quarta-feira), com quatro ou cinco jogadores, cujos nomes não queria mencionar, para não atrapalhar as negociações”, adiantou.

Além do investimento na equipa principal de futebol, a aposta da Galaxy passa também por potenciar a formação do clube e por construir um novo centro de estágio para o clube.

“Fizemos um acordo com a junta de freguesia da Vila das Aves, que nos doou um terreno de 38 mil metros quadrados para construirmos no futuro um centro de estágio”, revelou o administrador da SAD.

O dirigente máximo do emblema avense, Armando Silva, adiantou que essa ideia surgiu durante as negociações com a Galaxy, uma vez que a empresa mostrou a intenção de construir alguns campos de apoio para a formação.

Luiz Andrade informou ainda que o estádio do Desportivo das Aves vai ser alvo de uma pintura, antes do início da II Liga.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização