Select Page

Desp. Aves impõe primeira derrota ao Portimonense

Desp. Aves impõe primeira derrota ao Portimonense

O Desportivo das Aves impôs hoje a primeira derrota ao líder da II Liga portuguesa de futebol, o Portimonense, ao receber e vencer a equipa algarvia, por 1-0, num jogo da 16.ª jornada.

O golo, espetacular, apareceu só na segunda parte, aos 53 minutos, e foi obra de um remate acrobático do lateral direito Hackman, que assim fez jus à superioridade que o Desportivo das Aves demonstrou, sobretudo durante a primeira parte.

O Aves ganhou terreno ao Portimonense na luta pela liderança, mantendo-se no segundo lugar, mas agora com 35 pontos, menos quatro do que o Portimonense, que continua primeiro, com 39 pontos.

O encontro entre os dois primeiros classificados correspondeu plenamente às expetativas, uma vez que foi bem disputado e teve emoção, intensidade, bons momentos de futebol e situações de golo claras.

Os locais dominaram o primeiro tempo com um futebol rápido e vivo e aos 10 minutos criaram a primeira ocasião de golo, por Nelson Pedroso, que entrou na área, rematou e viu Ricardo Ferreira negar-lhes o golo com uma defesa com os pés.

Ricardo Ferreira, aliás, esteve em foco durante todo o jogo, tanto no seu papel principal, de guarda-redes, como no de líbero, a jogar atrás da sua defesa e a anular vários ataques com intervenções fora da sua área.

O Portimonense sentiu claras dificuldades ante o futebol intenso que o Aves apresentou, mas aos 17 minutos o central Jadson, de cabeça, forçou Quim à sua primeira grande defesa.

Um dos méritos dos locais foi ganhar muitas segundas bolas no meio-campo contrário e ‘matar’ aí os ataques que o Portimonense esboçou. Num desses momentos, por exemplo, Zé Tiago aproveitou uma bola perdida por Fidelis, atirou forte e viu Ricardo Ferreira efetuar uma boa defesa (33).

Antes ainda do intervalo, o Portimonense também dispôs de uma situação clara de golo, num remate frontal de Chidera que Quim deteve, com mais uma intervenção de alto nível.

Chidera já não voltou dos balneários, tendo sido substituído por Ryuki, mas esta alteração acrescentou pouco ao conjunto algarvio, o mesmo sucedendo, aliás, com as restantes substituições operadas pelo técnico Vítor Oliveira.

Aos 53 minutos, o Aves beneficiou de um canto, Ivo falhou na interceção da boa e Hackman, com um remate espetacular fez o 1-0.

A partir daí, o Portimonense procurou reagir e, aos 66 minutos, Quim voltou a brilhar desviando para canto um remate forte de Tabata.

O Aves teve então de adotar algumas cautelas defensivas e recuar para junto da sua área porque o Portimonense apostou num futebol direto, de lançamentos longos, que no entanto não deram resultados.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização