Select Page

Designer de moda portuguesa vence concurso internacional

Designer de moda portuguesa vence concurso internacional

Tânia Nicole convenceu júri com coordenados masculinos

O Concurso de Jovens Criadores da Associação de Coletividades Têxteis da Europa (ACTE) 2015 terminou com uma vencedora portuguesa. Tânia Nicole, aluna da Escola Superior de Arte e Design (ESAD) do Porto e a fazer o mestrado na Fábrica de Santo Thyrso, obteve o primeiro lugar no certame que decorreu na cidade italiana de Riccione. O prémio foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, que atualmente assume o lugar de secretário executivo da ACTE.

“Foi um enorme prazer entregar o primeiro prémio a uma designer portuguesa que, ainda para mais, teve a oportunidade de desenvolver a coleção que apresentou neste concurso durante o Mestrado de Design de Moda que decorreu na Fábrica de Santo Thyrso, fruto da parceria que temos com a ESAD”, congratulou-se Joaquim Couto.

A vitória portuguesa não é, contudo, inédita. O mesmo tinha já acontecido nos últimos dois anos. Para o secretário executivo da ACTE, esta é a prova “de que Portugal tem valor e qualidade na área da moda e do têxtil, podendo recuperar a pujança de outros tempos”. “O júri ficou surpreendido e agradado com a qualidade das propostas apresentadas por Portugal”, realçou.

Tânia Nicole tem apenas 23 anos. É natural de Leiria e conquistou o júri do Riccione Moda Itália, contra outros sete concorrentes de cinco países: Bélgica, Espanha, França, Polónia e Tunísia. Com três coordenados masculinos, para a próxima coleção outono-inverno 2015/2016, Tânia Nicole inspirou-se “na origem do skate e dos homens de fato de Nova Iorque”.

“As minhas propostas são fatos masculinos, mas com detalhes desportivos, através da utilização de materiais como a malha. É dirigido ao homem que apesar de gostar de utilizar fato, tem um lado mais jovem e descontraído”, explicou a jovem designer de moda.

Tânia Nicole foi a vencedora da 1ª categoria, destinada a estudantes de moda. Antes de chegar a Riccione já havia conquistado o júri português, composto por elementos da Fábrica de Santo Thyrso, AMAVE, CITEV, CENATEX e da empresa Crispim e Abreu, que, de entre várias escolas, a selecionou para representar Portugal. A vencedora recebeu um prémio pecuniário no valor de três mil euros.

Outro dos representantes portugueses na edição deste ano da Riccione Moda Itália foi David Catalan, ex-aluno da ESAD, com várias colaborações com a Fábrica de Santo Thyrso, e vencedor de vários prémios a nível nacional e internacional.

David Catalan, de 25 anos, concorreu na 2ª categoria, destinada a jovens designers até cinco anos de experiência. Não venceu, mas o júri  reconheceu-lhe a qualidade da coleção apresentada. “O David é um excelente profissional que irá longe nesta área. Apesar de não ser um item avaliado nos critérios do júri deste concurso, foi o único estilista que, para além de desenhar, elaborou a roupa apresentada”, explicou Joaquim Couto.

O primeiro lugar na 2ª categoria acabou por ser atribuído ao representante da Suécia, que recebeu um prémio no valor de oito mil euros e que foi entregue pelo presidente executivo da ACTE, Amadeu Aguado.

O Concurso de Jovens Criadores da Associação de Coletividades Têxteis da Europa (ACTE) 2015 decorreu na passada sexta-feira, dia 25 de julho.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização