Cuidadores informais têm gabinete de apoio em Requião

Cuidar de quem cuida é o grande lema do projeto “Cuidar Maior” que abriu portas esta terça-feira, na Junta de Freguesia de Requião, em Vila Nova de Famalicão. O projeto pioneiro no concelho é promovido pelo Centro Social e Paroquial de Requião, Cooperativa de Ensino Didáxis, Junta de Freguesia de Requião e Conferência Vicentina de Requião e resulta de uma candidatura ao Prémio BPI “la Caixa” Seniores, beneficiando de um apoio na ordem dos 26 mil euros.

Dar informação, disponibilizar formação e responder a todas as necessidades do cuidador informal são os principais objetivos deste projeto, que conta desde a primeira hora com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão. O presidente da autarquia, Paulo Cunha, esteve ontem na abertura do espaço e deixou grandes elogios “a esta iniciativa repleta de virtudes”.

“Trata-se de um projeto de dimensão pioneira no território que serve de retaguarda a uma comunidade que se sente sozinha e desguarnecida, que é o cuidador informal, e que agora se sentirá mais protegida, amparada e segura”. “Do ponto de vista psicológico e anímico será um suplemento energético de grande importância para quem está a cuidar de outra pessoa e que, por vezes, é vencido pelo cansaço, obrigando à institucionalização de quem está a ser cuidado”, salientou.

Paulo Cunha destacou ainda o facto de a iniciativa ter nascido “de uma estratégia concertada de desenvolvimento integrado que enquadra bem o trabalho desenvolvido no âmbito das Comissões Sociais Interfreguesias”.

Dado que o espaço “Cuidar Maior” tem financiamento apenas para um ano, Paulo Cunha deixou a garantia que o projeto será para continuar respondendo, assim, aos anseios dos responsáveis, nomeadamente do presidente do Centro Social e Paroquial de Requião, padre Domingos Machado, que apelou à ajuda da autarquia para dar continuidade ao projeto em 2021.

De resto, de acordo com o pe. Domingos Machado o “Cuidar Maior” pretende ser o pilar de apoio a todos os Cuidadores Informais do município; ser uma resposta às suas necessidades como a saúde, orientação, formação, informação e assuntos administrativos. Pretende ainda criar uma rede de parceiros institucionais, que possam ser a resposta das famílias no Descanso do Cuidado, assim como, oferecer respostas criativas, lúdicas, desportivas e de saúde a todos os Cuidadores Informais.

Refira-se que em setembro de 2019 saiu uma nova legislação para o Estatuto do Cuidador Informal. A Lei nº 100/2019, publicada em Diário da República, regula os direitos e deveres dos cuidadores informais, bem como da pessoa cuidada, e estabelece medidas de apoio. Os interessados em saber mais informação podem dirigir-se ao espaço Cuidar Maior, na Junta de Freguesia de Requião ou efetuar a sua marcação através do contacto 252311434 ou 252375306.

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem