Couto quer áreas metropolitanas a funcionar como autarquias

O Governo está a preparar vários pacotes descentralizadores de competências, com o intuito de “aproximar, tanto quanto possível”, o poder político do Estado, das regiões autónomas da Madeira e dos Açores, das autarquias metropolitanas, municipais e de freguesia, aos cidadãos.

Uma reforma que para Joaquim Couto, presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, faz sentido, pois, como se sabe, “quanto mais próximo o poder político está dos problemas, mais próximo está também das soluções”.

 

Reportagem para ler na edição n.º67 do Jornal do Ave

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização