Select Page

Conferência para ajudar empresários a vingar no mercado norte-americano

Conferência para ajudar empresários a vingar no mercado norte-americano

Não bastam uma rede de contactos e capital capaz de responder às exigências do mercado norte-americano. É também preciso ter “sensibilidade cultural” para conseguir vingar nos negócios nos Estados Unidos da América (EUA). As dicas foram dadas por Vasco Rato, presidente da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD), na conferência Made INternational, que visa apoiar os empreendedores famalicenses na internacionalização. A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal em parceria com a AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal e da ADRAVE – Agência de Desenvolvimento Regional, decorreu na Casa do Território, no dia 20 de outubro.
Vasco Rato caracterizou o mercado dos EUA como “previsível, exigente, competitivo, maduro e rico”. “Quem se habilita a exportar para os EUA está preparado para qualquer outro mercado”, argumentou, sem deixar de salientar que é preciso ter em conta que os Estados Unidos é um país “com múltiplas especificidades regionais” e que, por isso, “há produtos portugueses fantásticos que não resultaram lá por causa do nome”.
O presidente da FLAD destacou ainda que “não é sustentável” apostar na política dos “preços baixos”, e que o “design”, a “qualidade”, a “inovação” e a “diferenciação” é que são chaves para concorrer no mercado americano.
A conferência ficou ainda marcada pela apresentação dos “Embaixadores Famalicenses nos EUA”, empresários que, por conhecerem bem o mercado norte-americano, se disponibilizaram para aconselhar outras empresas famalicenses na entrada ou consolidação dos seus negócios naquele país.
Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal, sublinhou que é fundamental “uma forte componente exportadora para dar mais dimensão à economia de um território”. “É óbvio que queremos que as grandes e as médias empresas exportem cada vez mais, mas sentimos que somos mais úteis, e porventura imprescindíveis, para os projetos empresariais que estão a dar os primeiros passos”, asseverou.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização