ColorADD nas escolas de Santo Tirso

O autor do projeto ColorADD, Miguel Neiva, esteve, no dia 15 de fevereiro, na Biblioteca Municipal de Santo Tirso, numa ação de sensibilização sobre daltonismo, aberta a toda a comunidade educativa, que incidiu sobre a relevância da aplicação do projeto no concelho, em particular no trabalho feito pelas escolas. A sessão contou, ainda, com a presença do presidente da Câmara Municipal, Joaquim Couto, e da vereadora da Educação, Ana Maria Ferreira.
O ColorADD baseia-se num código gráfico monocromático, criado por Miguel Neiva, que engloba conceitos universais de interpretação e desdobramento de cores para que os daltónicos possam identificar corretamente. O impulsionador do projeto nunca imaginou o impacto desta ideia mas acredita que “deixará uma marca para a humanidade”. Miguel Neiva acredita que o ColorADD “permite que muitas pessoas passem a ter melhores condições de vida, como a simples facilidade de escolher a roupa que vão vestir”, explicou.
O ColorADD inclui atividades como rastreios em parceria com as óticas do município e encaminhamento por técnicos optometristas. Nestes rastreios é entregue um kit ColorADD, que contém um conjunto de lápis de cor Viarco com código, um livro e um saco. Na Escola Básica Integrada de S. Tomé de Negrelos, os códigos foram implementados nos cacifos coloridos e a Câmara Municipal é outro exemplo onde o código já está implementado.
Para o presidente da Câmara,  este “é um projeto revolucionário que significa para mais um passo para criar melhores condições de educação no município”. “A implementação desta ideia vem colmatar uma falha gravíssima, e permitir-nos-á ajudar muitos jovens”considerou.
Dos 350 milhões de pessoas afetadas pelo daltonismo, a maioria é do sexo masculino. O daltonismo passa de mãe para filho e, embora, sem cura, em Santo Tirso, procuram-se soluções que facilitem a vida daqueles que têm dificuldade quando o assunto são as cores.

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem