Colóquio para debater dinâmicas de reabilitação

“A Linha do Tempo e o Tempo de Reabilitar” é o tema do colóquio que vai realizar-se no próximo dia 26 de outubro, no Centro de Estudos Camilianos, em Vila Nova de Famalicão, reunindo um conjunto diversificado de especialistas nacionais nas áreas da arquitetura e do património.

A iniciativa que se insere no âmbito da 3.ª edição do Festival Visão’ 25 que decorre em todo o território concelhio sob o lema “Comunidade de Futuro”, pretende

“Promover a reflexão sobre a evolução da arquitetura tradicional até à contemporânea e as atuais dinâmicas de reabilitação” é o objetivo do colóquio que tem lugar no Centro de Estudos Camilianos, em Vila Nova de Famalicão, a 26 de outubro.

Diversos especialistas nacionais da arquitetura e do património vão marcar presença para falar sobre “A Linha do Tempo e o Tempo de Reabilitar”, epíteto que se dividirá por vários sub-temas, como a ocupação romana entre Douro e Minho, Casas de Brasileiro, regionalismo crítico e reabilitação em contexto rural, urbano e industrial.

O colóquio, que começa pelas 9.30 horas, tem entrada livre, mas a participação carece de inscrição prévia, feita através do site do município famalicense (www.vilanovadefamalicao.org).

Entrega do Prémio Januário Godinho

Durante a iniciativa, pelas 14.30 horas, o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, entrega, pela primeira vez, o Prémio de Reabilitação Januário Godinho, que premiará a melhor reabilitação de edifício do concelho. De periodicidade bianual, o Prémio tem um valor pecuniário de 7 mil euros, cabendo 2 mil euros ao promotor da obra e 5 mil à equipa projetista.

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização