Select Page

CAT’s em festa para conviver com comunidade (c/video)

Definem-se como “uma família grande”. Os CAT’s “ajudam a desenvolver um projeto de vida” para crianças e jovens dos 0 aos 18 anos, que foram retiradas às famílias. No dia 18, saíram à rua para conviver com a comunidade. Para a presidente da ASAS, Helena Oliveira, “foi um dia de liberdade e de portas abertas” a todos aqueles que quiseram conhecer melhor esta associação, que tem como missão acolher crianças em ambiente de risco, para que possam crescer de forma estruturada e rodeadas de amor. A Rua Dr. Carneiro Pacheco ganhou cor e vida. Algodão doce, pipocas e muita música animaram a festa dos CAT’s. De sorriso fácil, a alegria deste dia escondeu os receios do quotidiano de cada uma das crianças que a ASAS acolhe. Foi um dia feliz para os meninos a quem nem sempre a vida sorri e um dia feliz para quem tem como missão ajudá-los a sorrir. O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, não faltou ao encontro da associação, que ajudou a fundar, e não escondeu o gosto de voltar ‘a casa’. “Sinto-me orgulhoso por verificar que a iniciativa que nasceu com um grupo de pessoas hoje se alargou e é uma instituição conceituada a nível regional e nacional”, constatou o autarca. A ASAS “desenvolve um trabalho insubstituível, com êxitos demonstrados, e permitiu que surgissem outras instituições com idêntico objetivo”. “O Estado não tem capacidade alargada no território nacional para tratar estas situações, por isso ainda bem que estas instituições existem, porque de outra forma estas crianças e jovens não teriam o apoio que têm”, acrescentou, realçando o “apoio a situações disfuncionais” da instituição. Para a presidente Helena Oliveira, a iniciativa “CAT’s em festa” é o momento oportuno para se conseguir “conversar calmamente, partilhar e interagir com a comunidade, de se falar abertamente sobre o dia a dia dos meninos”, e esclarecer que é um quotidiano normal, com idas ao jardim de infância e à escola. Os CAT’s “são casas de famílias grandes” que têm como objetivo “transformar estes projetos de vida realizáveis e fazer deles crianças felizes”. A manhã começou com uma Eucaristia, e, ao longo do dia, foram muitas as atividades que envolveram música, dança e muita animação. Os CAT’s estiveram em festa e deram ASAS à imaginação. Pularam, correram e sorriram. Já lá diz o hino da associação, “a força da nossa amizade, é a luz do nosso sorriso, porque juntos temos força, e de tudo sou capaz, porque com ASAS sou livre, para encontrar a paz”. Todos os dias há uma nova esperança de serem adotados, e enquanto não são, estas crianças só precisam de quem as ajude a serem felizes para poderem dar ASAS aos sonhos e voar.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização