Select Page

Casamento antecipa jogo do play-off do Tirsense

Casamento antecipa jogo do play-off do Tirsense

Com casamento marcado para sábado, data da primeira mão do play-off de manutenção do CNS, o treinador do Tirsense conseguiu a antecipação do jogo com o Gouveia

Foi uma correria, uma aflição, mas Ricardo Lima, treinador do Tirsense, conseguiu o que pretendia: antecipar para sexta-feira o jogo com o Gouveia, do play-off de manutenção do Campeonato Nacional de Seniores, para poder casar com Suzana no dia seguinte, data original da partida. Não foi um desleixo na marcação do casamento, antes as voltas do futebol que o colocaram no comando da equipa a seis jogos do fim do campeonato, substituindo António Carvalho. A data da boda já tinha dois anos!

“A ideia era que o Tirsense garantisse a permanência sem precisar do play-off, mas quando se tornou inevitável começamos logo a preparar-nos, pois o casamento já estava marcado há muito”, explica o treinador de 32 anos, concordando que a situação “é insólita” e constatando, aliviado, que “acabou por resolver-se da melhor maneira” graças à compreensão do Gouveia. “Foram excelentes”, agradeceu, pela antecipação do jogo. Caso não tivesse conseguido o “sim” do adversário, Ricardo garante que “não alteraria o casamento, mas não estaria lá a 100 por cento”. Suzana, a noiva, ficou “mais preocupada” com a sobreposição de datas: “Ela sabe a intensidade com que vivo o futebol e o empenho que coloco no que faço, e sabia que me afetaria bastante não estar no campo com a minha equipa.”

Em Gouveia, Alberto Cardoso, presidente do adversário, deseja “o melhor” para a vida de Ricardo e Suzana, mas acaba por lamentar os transtornos. “Esta antecipação é prejudicial para nós, na receita e no apoio à equipa. O jogo é numa sexta-feira à noite (19h30) e, obviamente, não terá tanta gente como num sábado”, explicou a O JOGO, lembrando, também, que os jogadores não são profissionais e contando que “alguns tiveram que meter um dia de férias e outros pediram dispensa aos patrões”. Ganhar ao Tirsense “é o objetivo”, mesmo que isso deixe o noivo triste. Para compensar, Alberto Cardoso pondera oferecer “queijo da serra e vinho do Dão” ao casal. Outro precioso aliado dos noivos foi o treinador do Gouveia, Marco Tábuas, que fez pressão para aceder ao pedido.

Fonte: Jornal O Jogo.

Miguel Pereira/Global Imagens

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização