Câmara intervém em imóvel em nome da segurança

Comprovado “o perigo de derrocada eminente do imóvel”, a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão investiu “mais de 150 mil euros” com as obras que executou no edifício privado situado no gaveto da Avenida Narciso Ferreira com a Rua Adriano Pinto Basto, no centro da cidade. A intervenção da autarquia foi decidida após uma vistoria técnica realizada às condições de segurança do edifício, “fortemente fragilizadas após um incêndio em 2012”, segundo adiantou fonte da autarquia. A obra foi realizada depois da “ausência de resposta do usufrutuário do edifício à notificação enviada para o efeito pelos serviços jurídicos da autarquia” e teve o intuito de “repor as condições de segurança dos transeuntes e de salvaguardar um imóvel identificado no Plano Estratégico de Reabilitação Urbana como sendo de relevante interesse patrimonial”. O mesmo usufrutuário será “agora intimado a pagar a intervenção efetuada, seguindo-se os procedimentos

jurídicos adequados”. A intervenção abrangeu “aspetos essenciais à preservação da integridade do imóvel, como fundações e estrutura, trabalhos de impermeabilização e revestimento da cobertura, de paredes e construção de rede de águas pluviais”. Os azulejos da fachada foram “cuidadosamente retirados para restauro e recolocação no quadro de uma futura reabilitação”. Este procedimento será para “alargar a outros edifícios devolutos”, que representem “um perigo para os cidadãos, respeitando-se sempre o quadro legal vigente sobre a matéria”.

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem