https://www.facebook.com/associacaocomercialindustrialsantotirso/

https://muroplaco.pt/pt

Bombeiros vermelhos precisam de apoio para reparar autoescada

Os Bombeiros Voluntários de Santo Tirso têm desde segunda-feira inoperacional a autoescada, decorrendo um peditório para angariar os 30 mil euros necessários à manutenção em falta, disse hoje à Lusa o comandante da corporação, Daniel Carneiro.

Com 18 anos de utilização, é de um estado “como novo” que o comandante da corporação de 142 anos fala quando se refere à autoescada, o que “não deve ser confundido com pronta para o serviço”, o que não sucede “por falta de manutenção”, elucidou o responsável pelos 70 bombeiros ativos nos “vermelhos” de Santo Tirso.

“O processo da autoescada já se arrasta há cerca de três ou quatro anos, sendo que nessa altura a intervenção necessária foi orçamentada em cerca de 26 mil euros, mas hoje ultrapassa os 30 mil euros”, explicou.

Sobre os esforços então feitos, o responsável da corporação revelou que “o assunto foi partilhado com a câmara” e que a autarquia “tentou, sem sucesso, junto do Governo uma solução”.

“Tendo a noção de que se estava a deteriorar de cada vez que era usada, obrigou-me a tomar a decisão de a colocar inoperacional na segunda-feira”, frisou Daniel Carneiro.

Ao mesmo tempo, pela cidade e nas redes sociais tentam, “junto da população e das empresas, angariar fundos”, sensibilizando que “a viatura é essencial para o município, atendendo ao parque industrial que cresce cada vez mais em Santo Tirso”, explicou.

Num município com 136,6 quilómetros quadrados de extensão, a inoperacionalidade da autoescada faz com que no concelho “apenas os Bombeiros da Vila das Aves tenham uma, ainda que mais antiga” do que a que aguarda manutenção, sublinhou o comandante.

“A nossa está como nova, apenas precisa de fazer a manutenção que, neste caso, obriga à mudança de cabos e de hidráulicos”, acrescentou.

E prosseguiu: “se houver um incêndio urbano em Santo Tirso, e havendo necessidade de mais uma escada elevatória, teremos de solicitar ao Comando Distrital o reforço de meios”.

O alerta dado pelos bombeiros já começou a produzir efeitos, com Daniel Carneiro a relatar terem conseguido “junto de empresas e da comunidade obter 25% do valor necessário”.

Uma das formas para contribuir é depositar nas caixas colocadas em estabelecimentos comerciais de Santo Tirso, disse.

Leia também...