Select Page

Aves derrotado pelo Vitória FC

Aves derrotado pelo Vitória FC

Quatro golos em 27 minutos de Edinho deram hoje ao Vitória de Setúbal o triunfo por 4-1 no reduto do Desportivo das Aves, o primeiro fora dos sadinos na 1.ª Liga portuguesa de futebol, à 28.ª ronda.

Prejudicada pelo forte temporal que fez adiar em uma hora o seu início, a partida teve a primeira parte possível, acabando a equipa da casa por adiantar-se no marcador no minuto 44, por Fariña, a culminar um bom lance individual de Braga.

Mas, após o intervalo, o veterano avançado internacional português, de 35 anos, deu a volta ao marcador, ao apontar quatro golos, aos 58, 70, 77 e 85 minutos, o último de grande penalidade, para um total de nove no campeonato.

De início, as equipas jogaram o possível, num relvado que se mostrou resistente à intempérie, mas em que os jogadores tardavam em consumar a vontade de chegar ao golo, ameaçando atingir-se o intervalo cingidos a um remate de Nildo Petrolina (09) ao lado, e outro de Patrick (26), que obrigou Fachini a desvio decisivo.

Sem sofrer golos em casa desde que José Mota assumiu o comando técnico da equipa, o Aves saiu a sorrir para o intervalo, com o tento de Fariña, em contraste com o ‘onze’ de José Couceiro, que parecia mais longe do primeiro triunfo fora.

A tendência de a competitividade de sobrepor à qualidade prosseguiu nos primeiros minutos da segunda parte, com Nildo a acorrer a um cruzamento rasteiro da direita de Rodrigo Soares (57 minutos), mas a chegar tarde para a emenda.

Na resposta, Costinha aproveitou um escorregão de Jorge Felipe, entrou na área pela direita e atirou cruzado ao poste direito, surgindo Edinho a fazer o empate (58 minutos).

Decidido a ficar na história do jogo, o internacional português da equipa sadina ‘bisou’ quando, ao minuto 70, acorreu a um livre de Nuno Pinto na área avense para, ao segundo poste e de cabeça, completar a reviravolta no marcador.

Os meus protagonistas fizeram nascer o terceiro golo sadino, com Nuno Pinto, da esquerda, a lançar na área Edinho (77 minutos) para uma finalização de pé esquerdo e um ‘hat-trick’ em apenas 19 minutos.

A noite teimava em ser de Edinho, que aproveitou uma falta na grande área sobre Costinha que o árbitro assinalou (85 minutos) para completar o ‘póquer’, marcando quatro golos num jogo a uma equipa invicta no seu reduto desde a chegada de José Mota.

 

Texto: Lusa

Fotografia: arquivo

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização