Select Page

Até sábado há muito cinema para ver na Casa das Artes de Famalicão

Até sábado há muito cinema para ver na Casa das Artes de Famalicão


Depois de um primeiro fim de semana em cheio, com um filme-concerto de The Legendary Tigerman no grande auditório, de Manuel João Vieira ter transformado o café-concerto no “Cabaret Maxime” e de uma sessão para famílias com casa cheia, o Close-up: Observatório de Cinema tem ainda muitas e boas razões para que até sábado, 20 de outubro, visite a Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão.

Da vasta e intensa programação do Observatório, destaque para a continuação da mostra de cinema latino-americano, com a exibição dos filmes “Atrás Hay Relámpagos” de Julio Hernández Cordón, no dia 16; “La Soledad” de Jorge Thielen Armand, no dia 18; “Todo lo Demás” de Natália Almada, no dia 19; e “Zama” de Lucretia Martel, no dia 20.

Na secção “História do Cinema” haverá uma seleção de filmes de alguns dos títulos mais marcantes do japonês Kenji Mizoguchi, como é o caso de “Contos da Lua Vaga”, no dia 16, e de “A Rua da Vergonha”, no dia 20. Aqui, destaque ainda para uma conversa agendada para este sábado, dia 20, sobre a influência da cultura nipónica, em particular de Mizoguchi, na obra do realizador português Paulo Rocha. A sessão decorrerá no café-concerto, às 16h30, com a presença e comentário do realizador Ricardo Vieira Lisboa.

Pelo meio, o Close-up apresenta uma programação “ambiciosa” para o público escolar. O protagonismo atribuído pelo Observatório à dicotomia Cinema e Educação, vai aliás permitir à Casa das Artes acolher, pela primeira vez e durante a vigência do Close-Up, o arranque do novo ano de atividades do CinEd, programa europeu de educação para o cinema dirigido aos jovens entre os 6 e os 18 anos.  Ainda no âmbito da secção “Cinema para Escolas” nota para a realização de uma mesa redonda intitulada “Cinema e Educação”, amanhã, terça-feira, 16 de outubro, entre as 14h30 e as 18h30, no café-concerto.

A terminar, destaque ainda para mais um filme-concerto, desta vez no dia 20 e pela mão de Noiserv, que vai musicar ao vivo na Casa das Artes o filme “Sherlock Jr.”, de Buster Keaton.

Com entrada gratuita para estudantes, seniores e para associados de cineclubes, o restante público paga dois euros ou um euro com o Cartão do Quadrilátero Cultural. Os bilhetes para os filmes-concerto têm o custo de seis euros, reduzindo para três para Cartão Quadrilátero, estudantes, seniores e associados de cineclube.

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização