https://autosolucoes.pt/

“Anima-Te” animou Famalicão

Perto de 15 mil espetadores passaram pelo recinto do Anima-te, o programa de animação socio cultural de verão de Vila Nova de Famalicão que decorreu entre 4 de junho e 29 de agosto no Parque da Devesa, com uma programação que abrangeu 84 espetáculos ligados a áreas artísticas como música, cinema, teatro, circo, entre outras.

Depois de ter sido um dos primeiros municípios do país a promover o reencontro dos cidadãos com a cultura, no verão de 2020, Vila Nova de Famalicão repetiu este ano a fórmula de sucesso do Anima-Te e o público respondeu em massa

Ao longo de quase três meses o palco do Anima-Te recebeu centenas de artistas locais e nacionais, com destaque para Miguel Araújo, Zé Amaro e Carlos Nuñez, no mês de junho, Toy, Ana Laíns, Fingertips e Carminho em julho, e Selma Uamusse, The Partisan Seed, Luísa Sobral, Bruno Pernadas, B Fachada, Joscho Stephan e Tatanka em agosto. Destaque também para as atividades desenvolvidas no âmbito das Festas Antoninas, que foram assinaladas com concertos, exposições e a instalação de uma praça de alimentação no estacionamento junto à CESPU.

Foram, de igual modo, enquadrados no Anima-Te projetos culturais de instituições locais que sofreram um interregno devido à pandemia, ou que pararam por falta de condições para avançarem de forma autónoma, como foi o caso da Mostra Medieval Ibérica Viking da CIOR, o Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous do Teatro da Didascália, o Laurus Nobilis Hangover da Associação Ecos Culturais do Louro, o Festival Calça-Ferros da Gracafe e o Mel :: Piquenique das Artes da Associação Elogio Vadio.

“Não há a menor dúvida de que se tratou de uma aposta de sucesso” realça Paulo Cunha, Presidente da Câmara Municipal. “Fomentar estas iniciativas permitiu atenuar o desânimo existente no setor cultural e potenciar o envolvimento da comunidade com a sua cidade”, refere.

A par da programação existente no Parque da Devesa, a segunda edição do Anima-te também incluiu uma dimensão desportiva através do projeto Move-Te, que pôs a mexer milhares de famalicenses durante os meses de junho e julhoem vários pontos do concelho.

Já na dimensão turística, o Anima-Te proporcionou «Passeios pelo Território» a mais de uma centena de visitantes durante os meses de verão. Através de roteiros turísticos gratuitos, estes percorreram locais icónicos da cidade de Famalicão, explorando património cultural, arquitetónico e paisagístico famalicense.

É de destacar, de igual modo, o funcionamento, na Praça da Cidadania, do Mercado Artesanal e Street Food, que conta com a presença de mais de 20 artesãos e três unidades de «comida de rua». Trata-se de um espaço de fruição gastronómica e de produtos locais, cujo período de funcionamento, iniciado a 4 de junho, foi prolongado até dia 12 de setembro. 

Recorde-se que o palco do Anima-Te esteve instalado no Parque da Devesa, ao ar livre, numa área limitada e preparada para receber recinto cerca de 882 pessoas com todas as condições de segurança. A preceito de 2020, o espaço foi distinguido com o selo «Clean & Safe», atribuído pelo Turismo de Portugal e pela Inspeção Geral das Atividades Culturais

Leia também...